Cadeia produtiva do milho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1463 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DO MATO GROSSO DO SUL
CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE
CURSO SUPERIOR EM TECNOLOGIA DE ALIMENTOS

PROPAGANDA DE ALIMENTOS

CAMPO GRANDE
2012

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO........................................................................
1 HISTÓRIA DA PROPAGANDA.......................................
2 PROPAGANDA xMARKETING.....................................
3 ÉTICA NA PROPAGANDA DE ALIMENTOS...............
4.1 A influência da propaganda de alimentos sobre as crianças
4.2 A propaganda de alimentos e as DCNT.............................
4 A INDÚSTRIA DE ALIMENTOS E A PROPAGANDA.
5 CONCLUSÕES..................................................................
REFERÊNCIASBIBLIOGRAFICAS.....................................

INTRODUÇÃO
A propaganda é a maior aliada das indústrias de alimentos, que através dela expõe seus produtos à população incentivando à compra e assim ganhando um grande mercado consumidor. Contudo, junto a tantos pontos positivos vieram pontos negativos, como as Doenças Crônicas Não- Transmissíveis transformando a indústria de alimentos em vilã e levando ogoverno e todos os profissionais da saúde a repensarem sobre as propagandas e a ética aplicada a elas.

1 HISTORIA DA PROPAGANDA
A palavra propaganda vem do latim moderno e quer dizer “para ser espalhado”.
A ideia surgiu no período da Guerra dos Trinta Anos, em meados de 1622,pelo Papa Gregório XV que fundou uma congregação com a finalidade da propagação do Cristianismo aos países não-cristãos.Mas há relatos de que em ruínas da antiga Arábia, papiros egípcios, na antiga Grécia e Roma e pinturas em muros e rochas eram como as propagandas no tempo antigo.
As propagandas em jornais datam do século 17 na Inglaterra, e posteriormente passaram às rádios e a televisão, tendo como principal alvo as mulheres, donas de casa, que faziam as compras do lar.
Também teve importante papel político nasduas grandes Guerras Mundiais, principalmente na campanha política de Adolf Hitler.
Com os passar dos anos a propaganda foi adotado pelo setor industrial, e o setor da indústria de alimentos é o que mais influi com suas propagandas, principalmente os jovens e as crianças. [1] [2]

2 PROPAGANDA x MARKETING
Antes de falar de propaganda de alimentos é muito importante estabelecer a diferençaentre propaganda e marketing, erroneamente associados à mesma coisa pela população em geral.
Propaganda: sf. Divulgação de ideias, princípios, de gêneros de comercio, etc.; reclame; publicidade; anuncio; comercial. [3]
Marketing: sm. Conjunto de estudos e medidas econômicas que asseguram estrategicamente o lançamento e a sustentação de um produto ou serviço no mercado consumidor, garantindo o bomêxito comercial da iniciativa; mercadologia. [3]
Apesar da diferença uma dependente da outra, quando aplicadas juntas e corretamente resultam em uma ótima comercialização do produto. Ou seja, uma boa estratégia de marketing resulta em uma ótima propaganda.
O marketing é o primeiro passo para as indústrias de alimentos entenderem seus consumidores, por isso é de extrema relevância que a elaesteja de olho nos novos ideais da população, as novas tendências, suas exigências para que não pratique ações mercadológicas para publico errado, abra o mercado para a concorrência ou lance uma mercadoria sob risco de insucesso. [4]

3 ÉTICA NA PROPAGANDA DE ALIMENTOS
Atualmente as indústrias tem se deparado com consumidores mais exigentes e conscientes dos benefícios e malefícios dos alimentos,porém nem todo esse conhecimento afastou-os de sofrer as conseqüências de consumir industrializados.
Induzidos por propagandas com alimentos saborosos, atores magros e felizes as pessoas consomem produtos ricos em gorduras, calorias, açucares e, em sua maioria, nem imaginam o risco.
Preocupados coma repercussão das DCNT em crianças e adolescentes, os profissionais da saúde, o governo e os...
tracking img