Cadastro aff

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2433 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Pierluigi Piazzi (Prof. Pier)

Aprendendo Inteligência
Nova edição revista
5ª reimpressão

Copyright © Pierluigi Piazzi, 2007 Copyright desta edição © Editora Aleph, 2008

ILUSTRAÇÕES DE CAPA E MIOLO: CAPA: REVISÃO:

PROJETO GRÁFICO E EDITORAÇÂO: DIRETOR EDITORIAL:

Durvaly Odilon Nicoletti nicoilustra@uol.com.br (11) 47015479 Delfin Luiza Franco Henrique Minatogawa Ana CristinaTeixeira Hebe Ester Lucas Delfin Adriano Fromer Piazzi

Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução, no todo ou em parte, através de quaisquer meios.

EDITORA ALEPH LTDA. Rua Dr. Luiz Migliano, 1110 – Cj. 301 05711-900 – São Paulo – SP – Brasil Tel.: [55 11] 3743 3202 Fax: [55 11] 3743 3263 www.editoraaleph.com.br

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (CâmaraBrasileira do Livro, SP, Brasil)
Piazzi, Pierluigi Aprendendo inteligência : manual de instruções do cérebro para alunos em geral / Pierluigi Piazzi. -- 2. ed. rev. -- São Paulo : Aleph, 2008. -- (Coleção neuropedagogia ; vol. 1) ISBN 978-85-7657-060-8 1. Educação 2. Ensino 3. Inteligência 4. Neurologia 5. Pedagogia I. Título. II. Série.

08-07449

CDD-370.152

Índices para catálogo sistemático: 1.Inteligência : Aprimoramento : Psicologia educacional 370.152 5ª reimpressão 2010

Sumário
Prefácio Introdução Parte 1 A PROGRAMAÇÃO DO SEU CÉREBRO Por que estudar? Quando estudar? Quanto estudar? Como estudar? Parte 2 ACELERANDO OS NEURÔNIOS Como se tornar mais inteligente 69 Os cinco passos 77 Um pouco de cibernética 125 E agora, uma provinha 133 Referências Agradecimentos 137 139 13 25 4957 7 9

Prefácio
Prefácio
Escrevo este prefácio porque esta reimpressão inaugura uma nova fase na trajetória deste livro. Já em tiragens anteriores, ele havia sido adequado à reforma ortográfica (uma das coisas mais sem sentido que já aconteceram nos últimos anos), passando por alguns pequenos ajustes. No início, minha intenção ao publicar APRENDENDO INTELIGÊNCIA era ajudar muitos alunos atransformar seu tempo de escola em algo útil e construtivo, fazendo-os subir, gradativamente, a escada da inteligência. Escrevi o óbvio. Nada do que está neste volume é particularmente inovador e/ou revolucionário. Foi uma contribuição modesta, sem nenhuma pretensão de se tornar uma espécie de best-seller. Apesar disso, o livro começou a circular e a gerar um fenômeno que me surpreendeu: quanto maisvende... MAIS VENDE. As pessoas que o leem, tendem a emprestá-lo ou indicálo para outros. Ele foi adotado em muitas escolas e, mesmo tendo uma linguagem destinada a crianças e adolescentes, fez sucesso em muitos cursos superiores! Com esta reimpressão, estamos ultrapassando o marco dos 50 mil exemplares!
7

Paradoxalmente, todo esse sucesso acabou gerando, em mim, certa tristeza. Eu sei que émuito estranho um autor se sentir um pouco triste com o sucesso obtido por um de seus livros. Mas isso tem uma explicação. Tenho recebido inúmeras mensagens de leitores cuja frase mais frequente é: “PENA QUE NÃO O LI ANTES”! É isso que me entristece: ver jovens jogarem fora anos e anos de escola por terem recebido uma orientação equivocada, dada tanto por famílias que fazem uma cobrança erradaquanto por uma pseudopedagogia que não se preocupa em transformar ALUNOS em ESTUDANTES. Jovens que, após a leitura do livro, exclamam esse “POR QUE NINGUÉM ME DISSE ISSO ANTES?”. Tristeza e, por que não, um pouco de arrependimento. Afinal… POR QUE NÃO O ESCREVI ANTES?

Introdução
Ao longo do último meio século, tenho tentado fazer com que as pessoas que me rodeiam, colegas, amigos, alunos,filhos, fiquem cada vez mais inteligentes. Por incrível que pareça… tenho conseguido! Essa é a razão pela qual reduzi minhas atividades em sala de aula (mas que nunca irei abandonar: morrerei com um pedaço de giz na mão) e tenho me dedicado a percorrer escolas fazendo palestras, de forma a, se não eliminar, pelo menos reduzir os absurdos cometidos por alunos, famílias, professores e pedagogas, quando...
tracking img