Cabanagem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1458 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Faculdade Sumaré
Curso: História


CABANAGEM

NOME DOS ALUNOS:

Alexandre Destro Xavier


São Paulo
2012

Faculdade Sumaré
Curso: História

CABANAGEM

NOME DOS ALUNO:

Alexandre Destro Xavier



Trabalho apresentado à disciplina História, como requisito parcial para avaliação.

São Paulo
2012

SUMÁRIO

1- INTRODUÇÃO......................................................................................3

2- CABANAGEM........................................................................................4

3- BIBLIOGRAFIA......................................................................................7

1-INTRODUÇÃO

Com a abdicação de D. Pedro I, o país passou a ser governado por regentes, e as diversas forças políticaslutavam pelo poder. O Brasil atravessou então um período marcado por inúmeras crises, o país perdia espaço na concorrência por mercados econômicos e aumentava sua dependência das potências estrangeiras. As reivindicações populares por melhores condições de vida se acirravam, ocasionando revoltas em diversos pontos do país. Homens livres brancos, mulatos, mestiços, pardos, índios e negros forros, foramàs ruas em busca do direito de participação na vida política e de melhores condições de vida. Por outro lado, esses conflitos representavam também o protesto contra a centralização do governo em torno das Províncias do Rio de Janeiro, São Paulo.
Neste contexto Histórico ocorre dentre outras revoltas por todo o país a Cabanagem ou Revolta dos Cabanos (1835-1840) no Pará. Gerando essa revolta umsangrento confronto entre os cabanos e as tropas do governo central. As estimativas feitas por historiadores apontam que cerca de 30 mil pessoas morreram durante os cinco anos de combates.

2-CABANAGEM
A Cabanagem ou Revolta dos Cabanos ocorreu no Pará, que a exemplo de outras províncias do período colonial era isolada do resto do país e mantinha pouco contato com a metrópole.
Sendo, portanto atarefa de manter uma unidade nacional uma tarefa bastante difícil que nenhuma lei poderia assegurar. A própria estrutura colonial de produção em unidades agrárias voltadas para o comércio exterior acabava dificultando a unidade nacional. Além da grande extensão territorial e as diferenças regionais que contribuíam para uma fragmentação política ainda maior no Brasil.
No Pará colonial, oscomerciantes e proprietários portugueses constituíam os grupos econômicos mais poderosos. Daí ter sido esta província um dos redutos de resistência à emancipação política do Brasil.
Mas, lá havia também os nacionalistas, partidários da independência divididos entre as correntes moderada e exaltada. Entre os partidários de um ajuste de contas com os portugueses, chamados então de “reinóis”, estavamBatista Campos e Felix Antonio Clemente Malcher. Os moderados que formavam a elite da sociedade, desejam conciliar exaltados e reinóis. Mas para que a província aderisse a independência, os nacionalistas tiveram que recorrer à ajuda das tropas do governo central, comandadas pelo então Capitão John Paschoe Grenfell. Assim, em 15 de agosto de 1823, finalmente foi formado um governo provisório naprovíncia favorável a D. Pedro I, composto na maioria por moderados e também por Batista Campos e Malcher.
Para as populações pobres as modificações no governo não tiveram muita importância, pois continuavam nas mesmas precárias condições de vida que as obrigavam a morar em casebres ribeirinhos chamados cabanas, daí a derivação do nome da revolta para “Cabanagem”. Não tendo nessas condições de vidanada a perder, a população lança-se a luta, realizando logo de inicio um atentando contra Grenfell, que responsabilizou Batista Campos pelo atentado sofrido, o mandando prender.
Também fuzilou alguns rebeldes e aprisionou outros trezentos em um porão de navio, sem água e comida, sob um calor intenso, de onde se ouvia os gritos desses prisioneiros a longa distancia pela cidade. Eram do 2º...
tracking img