Cabanagem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1243 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SUMÁRIO
I. Introdução ....................................................................................02
II. Cabanagem ..................................................................................03
III. Conclusão .....................................................................................06
IV. Referências...................................................................................07
V. Anexos ..........................................................................................08

INTRODUÇÃO
A Cabanagem foi uma revolta popular ocorrida entre os anos de 1835 à 1840 na época da Regência Feijó, aconteceu na província do Grão Pará, que na época era composta pelos atuais estados do Pará e Amazonas, envolveu fazendeiros e comerciantes daregião, além de populares que moravam as margens dos rios, compostos em sua maioria por índios, mestiços e negros que viviam em condições precárias e até mesmo sub-humanas.
Vivendo uma situação insustentável por conta das péssimas condições devida, como falta de saneamento básico, moradia precária, alimentação escassa, aumento das doenças e sem nenhuma perspectiva de melhoria; esses habitantesda margem do rio, moradores das cabanas feitas de barro, daí o termo cabanagem, se aliaram aos comerciantes e fazendeiros locais para ganhar força. oieuruaoidaoidoaidaidoaidoaidosioaiodiaodioaidoaidoaidoaidoaid
Os registros sobre a Cabanagem encontram-se em poucos livros específicos, motivo pelo qual dificulta a análise sob diferentes pontos de vista, porém passa a ser unânime entre ospesquisadores a classificação dessa revolta como a mais importante já ocorrida na Amazônia e uma das mais violentas da história do Brasil.

CABANAGEM (PARÁ, 1835-1840)
A Cabanagem (1835-1840) foi a revolta na qual negros e índios se insurgiram contra a elite política e tomaram o poder no Pará (Brasil). Entre as causas da revolta encontram-se a extrema pobreza das populações humildes e a irrelevânciapolítica à qual a província foi relegada após a independência do Brasil.
De cunho popular, contou com a participação de elementos das camadas média e alta da região, entre os quais se destacam os nomes do fazendeiro Félix Clemente Malcher e do seringueiro Eduardo Angelim.
Na Cabanagem, negros e índios também se envolveram diretamente no evento, insurgindo-se contra a elite política no Pará.Dentre alguns líderes populares da Cabanagem esteve o negro Manuel Barbeiro, o negro liberto de apelido Patriota e o escravo Joaquim Antônio, que manifestavam idéias de igualdade social.oioieoaioeioaieoaieoiaoeioaieoaieoiaoeioaieoaieoiaoeioaieoai
Origem do nome
O nome “Cabanagem” remete à habitação (“cabanas”) da população de mestiços, escravos libertos e indígenas que participaram da Cabanagem.História
Após a Independência do Brasil, a Província do Grão-Pará mobilizou-se para expulsar as forças reacionárias que pretendiam manter a região como colônia de Portugal. Nessa luta, que se arrastou por vários anos, destacaram-se as figuras do cônego e jornalista João Batista Gonçalves Campos, dos irmãos Vinagre e do fazendeiro Félix Clemente Malcher. Terminada a luta pela independência einstalado o governo provincial, os líderes locais foram marginalizados do poder. A elite fazendeira do Grão-Pará, embora com melhores condições, ressentia-se da falta de participação nas decisões do governo central, dominado pelas províncias do Sudeste e do Nordeste.
Em julho de 1831 estourou uma rebelião na guarnição militar de Belém do Pará, tendo Batista Campos sido preso como uma das liderançasimplicadas. O presidente da província, Bernardo Lobo de Sousa, desencadeou uma política repressora, na tentativa de conter os inconformados. O clímax foi atingido em 1834, quando Batista Campos publicou uma carta do bispo do Pará, Romualdo de Sousa Coelho, criticando alguns políticos da província. O cônego foi logo perseguido, refugiando-se na fazenda de seu amigo Clemente Malcher, reunindo-se...
tracking img