Business intelligence discutindo origens e conceitos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2768 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Business Intelligence


Discutindo origens e conceitos

A necessidade de cruzar informações para realizar uma gestão empresarial eficiente é uma realidade tão verdadeira quanto no passado o foi descobrir se a alta da maré iria propiciar uma pescaria mais abundante. O interesse pelo Business Intelligence (BI) vem crescendo na medida em que seu emprego possibilita às corporações realizar umasérie de análises e projeções, de forma a agilizar os processos relacionados às tomadas de decisão. É o que defende Howard Dresner, vice-presidente da empresa Gartner e detentor da paternidade do termo. Assim como ele, os norte-americanos ganharam fama pelo desenvolvimento das modernas ferramentas de BI.
Mas em termos de registro histórico, Yves-Michel Marti, cientista, professor e fundador daEgideria, uma das maiores empresas européias de consultoria em Business Intelligence, clama para o Velho Continente o berço e a aplicação pioneira do conceito de BI. Segundo Marti, a tradição dos países europeus é repleta de referências. Em seus estudos sobre economia inteligente, um dos exemplos citados destaca que no final do século XVI, quando a Rainha Elizabeth I, visando ocupar os territóriosconquistados, determinou que a base da força inglesa fosse “informação e comércio” e solicitou ao filósofo Francis Bacon que inventasse um sistema dinâmico de informação, o qual foi amplamente aplicado pelos ingleses.
A evolução da TI
Pela ótica da tecnologia, a era que podemos chamar de “pré-BI” está num passado não muito distante – algo entre trinta e quarenta anos atrás –quando os computadoresdeixaram de ocupar salas gigantescas, na medida em que diminuíram de tamanho e, ao mesmo tempo, as empresas passaram a perceber os dados como uma possível e importante fonte geradora de informações decisórias.
No entanto, naquela época ainda não existiam recursos eficientes que possibilitassem uma análise consistente desses dados para a tomada de decisão. Era possível reunir informações de maneiraintegrada, fruto de sistemas transacionais estabelecidos com predominância em dados hierárquicos, mas que, reunidos como blocos fechados de informação, permitiam uma visão da empresa, mas não traziam ganhos decisórios ou negociais. Estamos falando do final dos anos 60, período em que cartões perfurados, transistores e linguagem COBOL era a realidade da Informática. Época em que se via ocomputador como um desconhecido, um vislumbre de modernidade, mas que ainda parecia ser uma realidade distante.
O panorama começou a mudar na década de 70, com o surgimento das tecnologias de armazenamento e acesso a dados – DASD (Direct Access Storage Device – dispositivo de armazenamento de acesso direto), e SGBD (Sistema Gerenciador de Banco de Dados) , duas siglas cujo principal significado era o deestabelecer uma única fonte de dados para todo o processamento. A partir daí, o computador passou a ser visto como um coordenador central para atividades corporativas e o banco de dados foi considerado um recurso básico para assegurar a vantagem competitiva no mercado.
No início dos anos 90, a maioria das grandes empresas contava somente com Centros de Informação (CI), que embora mantivessemestoque de dados, ofereciam pouquíssima disponibilidade de informação. Mesmo assim, os CIs supriam, de certa forma, as necessidades de executivos e detentores das tomadas de decisão, fornecendo relatórios e informações gerenciais. O mercado passou a se comportar de modo mais complexo e a Tecnologia da Informação progrediu rumo ao aprimoramento de ferramentas de software, as quais ofereciam informaçõesprecisas e no momento oportuno para definir ações que tinham como foco a melhoria do desempenho no mundo dos negócios.
Entre 1992 e 1993 surgiu o Data Warehouse, que é uma grande base de dados informativos, ou seja, um repositório único de dados (os quais foram consolidados, limpos e uniformizados) considerado pelos especialistas no assunto como peça essencial para a execução prática de um...
tracking img