Budismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 799 (199501 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)
Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH)
P rograma de Doutorado em Ciências Sociais

O BUDISMO LEIGO DA
SÔKA GAKKAI NO BRASIL:
da revolução humana à utopia mundial

Ronan Alves Pereira

2001

Ronan Alves Pereira

O BUDISMO LEIGO
DA SÔKA GAKKAI NO BRASIL:
da revolução humana à utopia mundial

Tese apresentada ao Departamento deAntropologia do Instituto de Filosofia e
Ciências Humanas, da Universidade
Estadual de Campinas, sob a orientação
do Prof. Dr. Guillermo Raul Ruben.

Unicamp – Campinas (SP)
2001

ii

FICHA CATALOGRÁFICA ELABORADA PELA
BIBLIOTECA DO IFCH - UNICAMP

P 414 b

Pereira, Ronan Alves
O budismo leigo da Sôka Gakkai no Brasil: da revolução
humana à utopia mundial / Ronan Alves Pereira. - - Campinas,
SP : [s. n.], 2001.

Orientador: Guillermo Raul Ruben.
Tese (doutorado ) - Universidade Estadual de Campinas,
Instituto de Filosofia e Ciências Humanas.

1. Sôka Gakkai. Brazil Association. 2. Religião.
3. Budismo. 4. Budismo - Japão. 5. Japão - Religião. I. Ruben,
Guillermo Raul . II. Universidade Estadual de Campinas.
Instituto de Filosofia e Ciências Humanas.III.Título.

iii

Este exemplar corresponde à versão final da tese defendida e aprovada em
02/ 08 / 2001 perante a Comissão Julgadora:

-------------------------------------------------------------------------

-------------------------------------------------------------------------

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

-------------------------------------------------------------------------

iv

A meus tesouros eternos:

Lígia
Hana Poema (in memoriam)
Tomás
Victor André

v

RESUMO
Esta tese de doutoramento aborda o movimento budista leigo Sôka Gakkai, enfocando
sua transplantação para o Brasil. O movimento foi fundado no Japão, na década de 30,
por umprofessor de escola primária, Tsunesaburô Makiguchi (1871-1944), sob o formato
inicial de um grupo de estudo ligado à Nichiren Shôshû (“Seita Ortodoxa do Budismo
Nichiren”). Excomungada em 1991 por esta seita, a Gakkai mantém sua base doutrinária
no Budismo do monge Nichiren (1222-1282) enquanto enfatiza sua face moderna e
pragmática, e sua atuação com vistas a solucionar os problemas dahumanidade através
da conversão do maior número possível de pessoas a seu ensinamento e da educação para
a paz. Essa variante do Budismo Mahayana, detentora de uma doutrina sui generis e
heterodoxa em relação à tradição budista, chegou ao Brasil no final dos anos 50 com os
imigrantes japoneses. Em 1960, seu presidente Daisaku Ikeda esteve em São Paulo para
fundar o primeiro “distrito” daorganização no exterior. Desde então, a Sôka Gakkai vemse expandindo por todos os estados brasileiros. Atualmente, dos seus aproximadamente
104 mil membros, estima-se que noventa porcento são brasileiros sem ascendência
japonesa.
Em função do formato híbrido (estrutura e prática de uma instituição religiosa e
militância de organização não-governamental) e mutante desse movimento religioso em
processo decristalização de influências diversas, sua análise e sua imagem poderão
modificar-se radicalmente, dependendo da época da bibliografia que se tem em mãos:
pode-se encontrar, assim, a descrição de um movimento de budistas fanáticos ou de
revolucionários na área de educação; de fundamentalistas religiosos ou de uma vanguarda
pacifista. Frente à extensa bibliografia já existente sobre estaorganização budista,
buscou-se, nesta tese, aplicar instrumental teórico distinto.
O autor sustenta que, embora apresente elementos messiânicos e milenaristas, a Gakkai
não constitui nem um messianismo nem um milenarismo típicos. A discussão deste
aspecto levou o autor a sugerir o conceito de “complexo da renovação do mundo”, que
abrange, principalmente, o messianismo, o milenarismo e a...
tracking img