Bromeliaceae

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (823 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução

História

Conhecidas como karatas pelos nativos das Antilhas, onde foram descobertas, elas foram renomeadas no fim do século XVII pelo explorador e botânico francês Charles Plumier,que chamou-as de bromélias em homenagem ao botânico sueco Olaf Bromel. Desde então, apesar de diferentes estudos científicos serem desenvolvidos por Universidades e Centros de Pesquisa, muitasperguntas e curiosidades sobre a ecologia, fisiologia e história de vida das espécies desta família ainda estão sem respostas.
A família Bromeliaceae apresenta cerca de 3086 espécies, distribuídas em 57gêneros. É considerada a maior família de monocotiledôneas com distribuição quase exclusivamente Neotropical, ocorrendo desde o Estado da Virginia nos Estados Unidos da América do Norte, passando peloMéxico, América Central e América do Sul, chegando à região central da Argentina e Chile. Uma única exceção é a espécie Pitcairnia feliciana, encontrada no Golfo da Guiné, costa oeste da África.
Asbromélias habitam desde o nível do mar até acima de 4000 metros de altitude (a Alcantarea imperialis, é um exemplo de bromélia rupestre, também conhecida como saxícola, isto é, que fixa-se em pedras ourochedos), nos mais diversos ecossistemas e habitats, em regiões bastante úmidas, semi-áridas, desérticas e até em temperaturas abaixo de zero. No entanto, as principais áreas de ocorrência estão naAmérica do Sul: os Andes, o Planalto das Guianas e o leste do Brasil.
A floresta Atlântica, a caatinga, os manguezais e as restingas são os locais com a maior diversidade e que possuem as populações maisnumerosas.
No Cerrado são encontrados aproximadamente 17 gêneros de bromélias, sendo o gênero Dyckia um dos mais abundantes. Dyckia goehringii Gross & Rauh é uma espécie nativa desse bioma,destacando-se pelo seu elevado potencial ornamental, seja pela arquitetura da planta, forma e rigidez da roseta foliar e dos espinhos e, principalmente, pela abundância de tricomas peltados ou escamas...
tracking img