Brincadeiras como mediação de relações e potencialização do desenvolvimento (zdp)

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1456 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Brincadeiras como mediação de relações e potencialização do desenvolvimento (ZDP)

Em diferentes culturas a brincadeira é considerada essencial para o desenvolvimento infantil. Historicamente, ela como lúdico sempre esteve presente na educação infantil, único nível de ensino que a escola deu passaporte livre (Lucariello, 1995 apud Queiroz et al, 2006). De acordo ainda com Queiroz (2006), abrincadeira vem sendo cada vez mais entendida como atividade que, além de promover o desenvolvimento global das crianças, incentiva a interação entre os pares, a resolução construtiva de conflitos, a formação de um cidadão crítico e reflexivo. Queiroz alega que a criança,um ser em desenvolvimento, estrutura seu brincar de acordo com o que é capaz de fazer em cada momento. Logo, de acordo com asua idade, a criança apresenta diferentes formas de expressão, comunicação e relacionamento com o ambiente sociocultural no qual se encontra inserida. Com o decorrer de seu desenvolvimento, portanto, a criança será capaz de construir novas e diferentes competências, no contexto das práticas sociais, que irão lhe permitir compreender e atuar de forma mais ampla no mundo.

Pinheiro (2007)reconhece que brincadeira tem uma importância fundamental no processo de ensino/aprendizagem, “pois favorece a construção da reflexão, da autonomia e ainda da criatividade. O que consequentemente contribuirá para sua afirmação pessoal e integração social”.

Com seus estudos, Vigotsky (2003) constatou o brinquedo como uma grande fonte de desenvolvimento por criar uma zona de desenvolvimento proximalda criança. No brinquedo, a criança sempre se comporta além do comportamento habitual de sua idade, além de seu comportamento diário.
A brincadeira de faz-de-conta é outra grande aliada na criação da zona de desenvolvimento proximal, pois:
ela permite que a criança aja em um cenário representando um papel específico de acordo com as regras de sua cultura. É visível que mesmo existindoa diferença entre o comportamento na vida real e o comportamento na brincadeira, quando a criança atua no mundo imaginário ela cria uma zona de desenvolvimento proximal. O brinquedo pode instalar situações imaginárias e sujeição a certas regras de conduta.
(Pinheiro, 2007)
A partir da brincadeira, a criança é capaz de construir sua experiência e se relacionar com o mundo demaneira ativa, vivenciar experiências de tomadas de decisões. Por exemplo, “em um jogo qualquer, ela pode optar por brincar ou não, o que é característica importante da brincadeira, pois oportuniza o desenvolvimento da autonomia, criatividade e responsabilidade quanto a suas próprias ações” . (Queirozl et al, 2006).

O faz-de-conta social implica em negociação: a criança precisa ter um acordocom a outra criança que irá brincar, quanto aos significados implícitos nos papéis e ações. Caso contrário, a brincadeira não ocorrerá em grupo. Queiroz afirma (2006) que as transformações realizadas sobre os objetos precisam ser acompanhadas pelos parceiros e, para fazer parte da brincadeira, deve haver a mútua aceitação dos papéis e/ou formas de negociação. A brincadeira atua como mediadora derelações.

Por mediação da brincadeira também, a criança desenvolve suas funções psicológicas superiores, por aprender a atuar numa esfera cognitiva. A criança passa a utilizar materiais para representar uma realidade ausente, ou seja, se torna capaz de pensar em objetos que não estão em seu campo de visão e planejar ações a serem realizadas, funções essas exercidas pelos processos mentaissuperiores. “O pensamento que antes era determinado pelos objetos do exterior passa a ser regido pelas idéias” (1995, Rego apud Pinheiro et al, 2007).
De acordo com Pinheiro, também a subjetividade da criança vai se formando nas interações que estabelece com seus parceiros nos contextos cotidianos. Valsiner (1989, citado por Pinheiro et al, 2007) acrescenta que o mundo adulto, dependendo de seus...
tracking img