Briefing caloi

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4632 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Planejamento Estratégico
PROJETO DISCENTE

O MERCADO DE BICICLETA

FATOR ECONÔMICO
A divisão modal de viagens realizadas em áreas urbanas e metropolitanas de acordo com levantamentos realizados pela ANTP em 2.010 apresenta as seguintes características. Das 204.000.000 de viagens por dia realizadas, 15.000.000 são de bicicletas.
A bicicleta é responsável por 7,4% dos deslocamentospendulares nas áreas urbanas, se pensarmos que a frota nacional de bicicletas é da ordem de 50.000.000 de veículos e que a produção nacional é da ordem de 5.000.000 de veículos por ano, constata-se que o uso da bicicleta é muito além da sua capacidade.
O Brasil é hoje o 5º maior mercado mundial de bicicletas, acompanhando a China, Estados Unidos, Índia e Japão. Em produção mundial, mantêm-se na3ª colocação, atrás apenas da China e da Índia, ou seja, há todas as condições para que o Brasil se torne referência global. O cenário para isso mostra-se bastante promissor.
O país deverá mostrar expressivos índices de crescimento do mercado, variando entre 3% e 6% ao ano, até 2013. Essa visão otimista baseia-se em diversos aspectos que temos acompanhado ultimamente, os quais incluem mudançascomportamentais do consumidor que, cada vez mais, busca uma vida saudável, utilizando a bicicleta como meio de transporte e lazer. Além disso, os adventos da Copa do Mundo de 2014 e das Olimpíadas de 2016 prometem aquecer o setor.
Em termos de tecnologia, as perspectivas também são animadoras. A indústria brasileira está bem mais madura e consciente de que para atender às necessidades do consumidoré preciso investir em pesquisas, desenvolver e projetar produtos amigáveis, em design ou em materiais e componentes.
Em 2012, venderam-se cerca de 5,2 milhões de bicicletas no Brasil, um crescimento de 8% em relação ao ano anterior. Para os próximos anos, a expectativa é de crescimento, sustentado pelo cenário esportivo em que o Brasil está inserido, sediando a Copa do Mundo, em 2014, e asOlimpíadas, em 2016.
Estima-se a comercialização de mais de seis milhões de unidades em 2013 e 2014. Somos o terceiro maior produtor de bicicletas no mundo e o quinto maior mercado consumidor. Resultados que são frutos das vantagens competitivas do Brasil no business de bikes. Além de que as políticas públicas já existentes e que incentivam o uso das bicicletas como meio de transporte, os governoscomeçam a dar maior aplicabilidade ao setor, com a ampliação da infraestrutura cicloviária, principalmente nos grandes centros urbanos. Com esse estímulo, as novas gerações também serão beneficiadas e as bicicletas provavelmente resgatarão junto ao público infantil o glamour que tinham antigamente.
O aumento do consumo forçará a indústria a se renovar para atender às novas exigências do mercado. Um dosentraves é o grande número de componentes que ainda são importados. Os fabricantes terão de fortalecer o conceito dos “arranjos produtivos locais” para incremento da massa crítica industrial da cadeia produtiva do setor e, por consequência, elevar a competitividade mercadológica, inclusive para que toda a cadeia produtiva possa se tornar exportadora.
No ano passado foram vendidas mais de 110milhões de bicicletas em todo o mundo, com um faturamento estimado em US$ 24 bilhões. No Brasil, foram vendidas cerca de 5 milhões de unidades, algo em torno de R$ 2.2 bilhões. Dentro deste cenário estão as bicicletas dobráveis, que formam um segmento nem tão novo assim no planeta, mas que só agora começa a ser mais difundido e a ganhar adeptos a cada dia.

FATOR POLÍTICO
O lugar da bicicleta nosistema viário: O código Brasileiro de Transito nos seus artigos 58 e 59 define diversas possibilidades
Art.58. Nas vias urbanas e rurais de pista dupla, a circulação de bicicletas deverá ocorrer, quando não houver ciclovia, ciclofaixa ou acostamento, ou quando não for possível a utilização destes, nos bordos da pista de rolamento no mesmo sentido de circulação regulamentado para a via com...
tracking img