Breton, philippe & proulx, serge. sociologia da comunicação. - fichamento

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (755 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
BRETON, Philippe & PROULX, Serge. Sociologia da Comunicação. São Paulo: Edições Loyola, 2002.

Capítulo 1, p. 17-26.

O capítulo aborda o nascimento da escrita, e descreve as mudanças queocorreram desde seu surgimento até chegar ao que conhecemos hoje. Faz questionamentos em torno das possíveis causas que fizeram o ser-humano sentir necessidade de transcrever e registrar.
Logo noinício, os autores deixam claro seu parecer fávorável sobre a fala de Eric A. Havelock de que “toda concepção que associe a riqueza e a complexidade de uma cultura a certo desenvolvimento do uso da escritadeve ser descartada resolutamente. Uma cultura pode depender totalmente, de uma maneira ou de outra, da comunicação oral e ser todavia uma cultura no sentido pleno do termo, dotada de plena capacidadeargumentativa.” (p. 17).
A história escrita surge por volta do quarto milênio AEC, no início puramente pictográfica, ou seja, um desenho que representava exatamente o objeto desenhado. Por voltade 3000 AEC, o pictograma tornou-se mais abstrato, e uma combinação de desenhos podia referir-se também foneticamente a uma palavra (por exemplo, a palavra “camaleão” poderia ser designadadesenhando-se uma “cama” e um “leão”.). A presença em um mesmo texto de desenhos que deveriam ser interpletados no sentido figurativo, e outros que deviam ser interpletados como equivalentes a um som falado,acarretou na formação de uma categoria particular de signos, chamados “determinativos”, que eram usados para determinar como cada desenho deveria ser interpletado.
Depois disso, surgiram os primeirospictogramas suméricos que eram usados para fins comercias. Eram feitas placas de argila conhecidas como seixos. Essas placas possuiam diferentes tamanhos, e cada tamanho representava uma quantidade, ouunidade. Com o tempo, os seixos desapareceram, dando lugar a incrições (cifras) na própria argila. Depois, as cifras foram completadas pelo desenho dos seres ou dos objetos que as quantidades...
tracking img