Brasil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3043 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Capítulo 20
APARELHO REPRODUTOR FEMININO

1) Histologia


1.1) OVÁRIOS


São revestidos por epitélio simples cúbico intercalados com áreas de epitélio pavimentoso. A túnica albugínea, formada pelo estroma, fica sobre este epitélio e se caracteriza pela presença de tecido conjuntivo denso sem vasos.
Podem ser visualizadas duas camadas, embora não haja um nítido limite entreelas:
[pic] Região medular: tecido conjuntivo frouxo e vasos sanguíneos.
[pic] Região cortical: presença de folículos ovarianos. A criança nasce com aproximadamente dois milhões de folículos e na puberdade o número é reduzido para 300.000 folículos. O número de folículos é reduzido até o fim da idade fértil da mulher, restando cerca de 450 folículos. Os demais sofrem atresia.
Ovócito: Sãoliberados pelos ovários mensalmente durante a idade fértil da mulher. Histologicamente notamos que o ovócito é uma célula volumosa, com núcleo claro composto por cromatina dispersa, organelas ao redor e nucléolo evidente e esférico.


Tipos de folículos:


Folículo Primordial
Folículo Primário
Folículo de Crescimento
Folículo Maduro


- Folículos primordiais: nointerior de cada folículo primordial há um ovócito primário recoberto por células granulosas (células achatadas).

- Folículos em crescimento: são folículos primordiais que crescem durante a vida fetal. Após iniciar o ciclo menstrual, grande parte dos folículos inicia o crescimento, embora apenas um chegue a maturação. A maioria sofre atresia ou continuam crescendo até o próximo ciclo ouembora.
Durante a fase de crescimento folicular, surge líquido folicular entre as células granulosas. Estes espaços confluem e formam o antro folicular, que é uma cavidade contendo líquido folicular em seu interior.
O crescimento folicular se dá as custas do:
1) Aumento de volume e multiplicação celular, as quais formarão a camada granulosa;
2) Aumentovolumétrico do ovócito e o surgimento de uma camada acidófila e rica em glicoproteínas a sua volta, que formará a zona pelúcida;
3) Diferenciação do estroma que está em torno do folículo, que dará origem a teca interna e a teca externa. A teca interna se caracteriza por abundante vascularização e por produzir estrógeno. O limite entre as tecas não é nítido. Já o limite entre a teca interna e agranulosa é evidente.

- Folículos maduros (Graaf): o aumento da cavidade folicular, por acúmulo de líquido no seu interior, e o adelgaçamento da camada granulosa, devido ao não acompanhamento proliferativo das células foliculares em relação ao líquido acumulado na cavidade, faz com que o ovócito seja deslocado para superfície do ovário formando uma vesícula transparente, chamada defolículo de Graaf.
Ovulação: em decorrência do pico do LH em torno do 14odia do ciclo menstrual, ocorre liberação de substâncias vasoativas, morte de células e isquemia, que resultam em enfraquecimento da parede externa do folículo. Este enfraquecimento acrescido do acúmulo de líquido no antro folicular e da ação de colagenases na parede do ovário (túnica albugínea), leva a ruptura do folículo madurocom liberação do ovócito, o que chamamos de ovulação.
Corpo lúteo: é formado após a ovulação e secreta estrógeno e progesterona. A parte central do corpo lúteo é composta por tecido conjuntivo provinda do estroma ovariano e por restos sanguíneos. A parte periférica do corpo lúteo é composta por células paraluteínicas, que provém da teca interna. A cor amarela do corpo lúteo decorre das célulasluteínicas (células foliculares que aumentam de volume), que se encontram na camada granulosa e possuem pigmentos solúveis em lipídios.
Corpo lúteo gravídico: surge quando ocorre gravidez. Ele é sustentado pelas gonadotrofinas coriônicas da placenta durante toda a gestação. Secreta progesterona até o termino da gravidez e secreta relaxina para facilitar o parto.
Corpo lúteo menstrual: surge...
tracking img