Brasil e seus parceiros economicos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 23 (5678 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

A economia brasileira tem tido um crescimento sustentado desde 2000, após várias
décadas bastante turbulentas. O engajamento do país na economia mundial tem desempenhado
um papel amplamente positivo, mesmo que secundário, e o Brasil assumiu uma posição de
liderança nas negociações comerciais mundiais.
Concomitantemente, o país vem lutando para gerar empregos suficientes emelhores
salários. Os formuladores de políticas brasileiros enfrentam desafios complexos para
promover o crescimento da economia de modo a gerar melhores meios de vida e renda.
Para maior compreensão do assunto, o presente trabalho trata–se de uma coleta de dados
dos últimos anos entre os principais parceiros comerciais do Brasil. Segundo a lista do MDIC
(Ministério do Desenvolvimento, Indústria eComércio Exterior) de 2009, podemos constatar
que os três primeiros lugares estavam entre CHINA, EUA e Argentina.
Apesar de ter dado, ao longo da década de 90, um salto qualitativo na produção de bens
agrícolas, alcançando a liderança mundial em diversos insumos, com reformas comandadas
pelo governo federal, a pauta de exportação brasileira foi diversificada, com uma enorme
inclusão de bensde alto valor agregado como jóias, aviões, automóveis e peças de vestuário.
Em 2004 o Brasil começou a crescer consistentemente, isso se deve a estabilidade
econômica alcançada pelo plano real durante o governo FHC e pelo desempenho da política
econômica imposta pelo presidente Lula.
O Brasil é visto pelo mundo como um país com muito potencial assim como a Índia,
Rússia e China. A políticaexterna adotada pelo Brasil prioriza a aliança entre países
subdesenvolvidos para negociar commodities com os países ricos.

4

1. RELAÇÃO COMERCIAL ENTRE BRASIL e ESTADOS UNIDOS

Os Estados Unidos é um dos principais parceiros comerciais do Brasil, e em 2008, os
EUA responderam por 13,9% das exportações totais brasileiras e 14,802% das importações
globais. No período de 1999 a 2008, ocomércio total entre os dois países dobrou, pas sando de
US$ 22,4 bilhões para US$ 53 bilhões. Em 2008, as vendas brasileiras destinadas ao país
americano chegaram a US$ 27,4 bilhões, resultando em superávit brasileiro de US$ 1,7
bilhões. Nos últimos anos, baseando-se em dados oficiais brasileiro, verif icou-se que o
crescimento nas exportações para os EUA ficou distante do aumento global dasvendas
brasileiras.
Em 2007 e 2008, as exportações totais do Brasil cresceram 16,6 e 23,21%,
respectivamente, e as vendas para os EUA tiveram aumentos de 2,2 e 9,4 1%.
Abaixo algumas tabelas mostrando em números, as exportações e importações do Brasil,
Estados Unidos e o restante do mundo, em 2008.

Tabela - 1
Exportação Brasil - EUA / 2008 US$ FOB
Óleos brutos de petróleo

4.351.080.54915,9%

Outros aviões /veículos aéreos, peso>15000kg,vazios

2.002.400.228

7,3%

Ferro fundido bruto não ligado, c/peso=80% 755.843.340

2,8%

Café não torrado, não descafeinado, em grão

705.326.497

2,6%

538.015.565

2,0%

Partes de outros motores/geradores/grupos eletrog. Etc.

507.974.386

1,9%

Outros granitos trabalhados de outro modo e suas obras

446.095.7271,6%

Demais produtos

14.607.987.652

53,3%

Total

27.423.048.799

100,0%

Pasta quim. madeira de n/conif. A soda/sulfato,
semi/branq

Ouro em barras, fios, perfis de sec. Maciça, bulhão
dourado

Fonte: MDIC
5

Tabela - 2
Importação Brasil - EUA / 2008 US$ FOB
Turborreatores de empuxo>25kn

1.045.776.958

4,1%

Outras hulhas, mesmo em pó, mas não aglomeradas862.846.215

3,4%

Gasoleo (óleo diesel)

808.617.892

3,2%

Partes de turborreatores ou de turbopropulsores

749.545.025

2,9%

Outras partes p/aviões ou helicópteros

599.380.293

2,3%

Outros aviões/veículos aéreos, peso>15000kg,vazios

484.338.494

1,9%

Locomotivas diesel-eletricas

377.675.430

1,5%

Trigo (exc. Trigo duro ou p/semeadura),e trigo...
tracking img