Brasil e america latina

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1459 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Resenha do Livro:
ANDRADE, Manuel Correia de. O Brasil e a América Latina – 8º ed. – São Paulo: Contexto, 1999. – (Repensando a Geografia).

Por jean Paulo Passos


Dependência e Desenvolvimento: facetas geográficas do Brasil e da América Latina desde seu descobrimento
O presentetrabalho é uma obra de Manuel Correia de Andrade, nascido no município de Vicência no Estado de Pernambuco, formado em Direito, Geografia e História, atuando também como escritor, escreveu e publicou mais de 100 livros, dentre eles o livro aqui resenhado.
O livro é composto de seis capítulos, que busca através da historicidade e geograficidade, fazer um mosaico do Brasil e das naçõeslatino-americanas, desde sua formação social, começando pela chegada dos primórdios europeus no século XV na América Latina, até a idade moderna. De forma sucinta são demostrados quais as representatividades da América Latina, em aspectos como o demográficos, econômicos e sociais, trazendo no corpo do livro algumas tabelas e classificações geográficas desses países.
No primeiro capítulo, intitulado O que é aAmérica Latina, o autor discorre sobre uma síntese sobre o real significado dos países que fazem parte da América Latina, interrogando sobre o que entendemos sobre América Latina. O autor explica que a junção de todos os países da América do Sul e Central em uma denominação comum, não pode, no entanto, levar a uma interpretação equivocada de que todos estes países são iguais de forma cultural,econômica, ou social.
O autor afirma que todos os países latinos americanos são ex-colônias de potências europeias de idiomas latinos e falam espanhol, português ou francês, porém é um erro levar em conta apenas o processo de povoamento para denominação de latino americano, e cita o Canadá como exemplo, pois foi a França o país que iniciaram a sua conquista, mas que posteriormente perderam esseterritório para os ingleses.
Outro exemplo citado no texto é expansão realizada através de conquistas de território, como o caso do Estados Unidos, que pós independência empreendeu uma política expansionista, desapropriando e/ou comprando terras dos franceses e espanhóis, assim como conquistando e anexando grandes territórios do México ao seu. Território ditos de origem anglo-saxônica que apresentamgrande influencia latino, notório a cultura mexicana, como o Estado do Novo México, que possui duas línguas oficiais espanhol é inglês.
O Caribe também é citado no livro, mesmo não sendo países de origem latino americanos, mas que fazem parte do conjunto de nações do terceiro mundo, e enfrentam problemas sociais e econômicos, salientando também suas poucas expressividades, já que são em suamaioria pequenas colônias ou mini países e que vivem diretamente ligado ao Estados Unidos da América, exceto Cuba.
A partir do contexto visto anteriormente, o autor vai traçar nos dois próximos capítulos 2 e 3, uma panorâmica sobre as diferenças e semelhanças dos países grandes, médios e pequenos da América Latina.
São considerados países muito grandes na américa latina o Brasil, Argentina e oMéxico, assim com a ajuda de tabela e mapa, Andrade faz um raio-x de cada um dos países citados.
Começando pelo Brasil, o autor fala sobre a importância do território brasileiro na américa latina, país possui proporções continentais, mas que sofre com baixa densidade demográfica, problemas regionais, como também uma distribuição desigual da economia e da população, citando exemplos do sudeste enordeste. “Vale fazer uma ressalva que muitos dos dados do livro aqui trabalhado, estão desatualizados e fora da realidade que o Brasil se encontra nos dias atuais, já que as informações constam em sua maioria da década de 80 do século XX”.
O autor é crítico nas suas ponderações, questionado o modelo de desenvolvimento capitalista, a omissão governamental a respeito da Reforma Agrária, o baixo...
tracking img