Brasil na linha do tempo do serviço social

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1274 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO 3
2 DESENVOLVIMENTO 4
3 CONCLUSÃO 11
REFERÊNCIAS 12
INTRODUÇÃO

A história do Serviço Social apesar de estar ligada a fatos históricos não deve ser entendida somente como uma questão cronológica, mas como uma realidade de processos econômicos, das classes e das próprias ciências sociais. Se por um lado o Serviço social nasce para atender os interesses da classedominante, por outro, ele atua como medianeiro entre elas.
A Igreja se posiciona de maneira confortável, instituindo escolas de Serviço Social, de onde continuaria ditando as regras, mas sem, no entanto estabelecer um enfrentamento direto ao novo regime.
O intuito de expandir o monopólio capitalista originou a adoção norte americana aos países latinos, trazendo aoServiço Social influências dos métodos utilizados. Métodos esses que progressivamente precisam ser mudados conforme o direcionamento que toma a sociedade.

DESENVOLVIMENTO

O Serviço Social surge da emergência do aparecimento da desigualdade social, econômica e cultural, ou seja, problemas da sociedade capitalista, da incompatibilidade entre o Capital e o Trabalho. Oassistente social assumiu a questão social que a industrialização desencadeou pelo processo camuflado da sociedade,
A década de 30 marca o Brasil como um momento revolucionário na história, onde um país agrário se reveste de um procedimento de industrialização como a solução de tirá-lo de uma crise econômica. Isto leva o Brasil a um expressivo avanço que o direcionapara o desenvolvimento social, político, cultural e econômico, sendo nesta situação o surgimento do serviço social no nosso pais.

1932

Criado o Centro de Estudos e Ação Social (CEAS)
Com o objetivo de contribuir para a divulgação dos princípios da ordem social cristã, é fundado o Centro de Estudos e Ação Social (CEAS), voltado àpreparação de trabalhadores sociais. Essa entidade teve papel preponderante na criação da primeira Escola de Serviço Social do Brasil, ocorrida em 1936.

A institucionalização do serviço social desenvolveu os primeiros campos de trabalho da nova profissão, e o enfrentamento dos problemas a ela relacionados levou a aplicação de implantação de políticas sociais, sendo algumas delasconhecidas como as ações paternalistas de Vargas. Estas ações apesar de não atingirem tão profundamente o objetivo no qual se propuseram marcou um grande avanço.
Com destaque nas idéias de Mary Richmond e nos fundamentos do Serviço Social de Caso, a técnica está a serviço da doutrina social da Igreja. Levando as nossas técnicas para lá e trazendo as técnicas americanas para cá, elatrouxe uma formula de tratamento clinico, diretamente no individual, sua forma tinha um roteiro, usado nos EUA, com a divergência da nossa realidade, foi sendo adequadamente ajustado. Substituindo a lógica da Igreja para a lógica racional, onde a sociedade é vista como um todo harmônico e o individuo precisa se ajustar.

O Serviço Social brasileiro recebeu influência norte americana,marcada pelo tecnicismo, pela psicanálise, pela da sociologia de base positivista.

1946

Nasce a PUC de São Paulo

1948

Declaração Universal dos Direitos Humanos

O profissional amplia sua atuação para as áreas de pesquisa, administração, planejamento. Implanta-se a disputa da Ética no Serviço Social,a idéia de compromisso com a classe trabalhadora, e o desligamento com o corporativismo.
A profissão do Serviço Social se firma no Brasil, com apoio da igreja católica numa sociedade onde impera o capitalismo fazendo com que surjam pessoas que possam trabalhar a favor das classes dominantes para que a classe menos favorecida sinta-se amparada o que criou o mito de que...
tracking img