Bpm - wbpm por emidgio e borges

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3724 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Introduzindo Flexibilidade em Processos de Negócio
Emigdio Andrés Fernández Marcos R. S. Borges Amauri Marques da Cunha
Programa de Pós-Graduação em Programa de Pós-Graduação em Programa de Pós-Graduação em Informática Informática Informática Universidade Fed. do Rio de Janeiro Universidade Fed. do Rio de Janeiro Universidade Fed. do Rio de Janeiro emigdio@posgrad.nce.ufrj.br mborges@nce.ufrj.bramauri@nce.ufrj.br

RESUMO
Mudanças nos negócios são cada vez mais freqüentes e diversificadas. Variações ocorridas no mercado demandam adequações rápidas que evitem riscos no negócio. O apoio sistêmico oferecido à capacidade de adaptação do negócio é limitado. Ferramentas BPM apresentam benefícios referentes à decretação, análise e execução dos processos de negócio. No entanto, uma dasdeficiências comumente reportadas é sua inabilidade de adaptação ante as mudanças freqüentes do negócio. Neste trabalho argumentamos que uma das causas dessa rigidez é a pré-inserção, no processo, de condições variáveis do negócio. Para facilitar a inclusão de variações do processo, recomendamos isolar do processo algumas regras embutidas nele. A solução consiste na identificação e fatoração de regras denegócio contidas nos processos, de modo a aumentar-lhes a variabilidade, tornando-os mais imunes às eventuais mudanças nos negócios.

Ferramentas de gerenciamento de processos de negócios (BPM) têm aportado ganhos referentes à concretização dos processos. Os modelos formais efetivados com essas ferramentas reduzem o espaço de ambigüidades, ao mesmo tempo em que incrementam o potencial da análise [9].No entanto, as mudanças rápidas e contínuas do ambiente geram riscos que podem prejudicar esses benefícios. Alguns dos riscos são: 1) a complexidade resultante da inclusão continua de alternativas no processo, ou 2) a rigidez quando pequenas alterações resultam em grandes esforços de mudanças nos processos. O primeiro caso é comum em processos onde existe uma extensa quantidade de caminhosalternativos, por exemplo: processos de resposta a emergências, processos hospitalares, e centrais de atendimento. O segundo caso pode ser exemplificado por processos onde uma simples alteração na política operacional requer a verificação exaustiva de atividades. Isto se deve à propagação dessas mudanças para dentro do processo, como por exemplo, fórmulas de cálculo, modificações temporárias, alteraçãode executor, etc. Uma das dificuldades usualmente reportadas é a carência de mecanismos que facilitem a inserção freqüente de mudanças [2,3,4,5]. Neste trabalho abstraímos os problemas apontados sob a denominação de variabilidade nos processos de negócios e descrevemos alguns tipos de variações encontradas. Argumentamos que uma das causas dessa dificuldade é a amarração no processo de condiçõesexternas variáveis, que possam ser identificadas como regras de negócio. Nossa abordagem parte da premissa de que, ao isolar essas regras de negócio da lógica do processo, estaremos abrindo o caminho apara a simplificação de mudanças nos processos. “Processos de negócio (que são também novos tipos de aplicações) devem separar a lógica do negócio (condições que dependem de decisões do negócio) dalógica do processo (condições que dependem da organização) e confiar em ferramentas BRM Business Rules Management o apoio dado à lógica do negócio” [3]. Mais especificamente, nossas contribuições com este trabalho são: o desenvolvimento de um método que permite a separação de regras de negócios embutidas na definição dos processos, e uma infra-estrutura que possibilita manejar os processos de modoindependente de algumas regras de negócios. Outras contribuições colaterais são descritas na conclusão. O restante deste trabalho continua da seguinte forma: na Seção 2 detalhamos os problemas relativos à modelagem do acoplamento das regras de negócio aos processos. A Seção 3 apresenta e justifica a abordagem adotada. Na Seção 4 são apresentados os detalhes da solução e na Seção 5 as conclusões...
tracking img