Botulismo em cetáceos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 33 (8123 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
MAYUMI CAETANO MATUOCA

Botulismo em cetáceos

São José do Rio Preto
2012

MAYUMI CAETANO MATUOCA

Botulismo em cetáceos

São José do Rio Preto
2012
SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO ............................................................................................................

2. O QUE ÉBOTULISMO?.......................................................................................
2.1. HISTÓRIA DO C. botulinum...................................................................................
2.2. CLASSIFICAÇÃO DO C. botulinum.......................................................................
2.3. TOXINA BOTULÍNICA TIPO E ...........................................................................
2.4. MAMÍFEROSMARINHOS....................................................................................
2.5. CETÁCEOS.........................................................................................................
2.6. BOTULISMO EM CETÁCEOS.............................................................................
2.7. CONDUTA EDUCATIVA E SANITÁRIA..................................................................
2.8.1. PERÍODO DEINCUBAÇÃO...................................................................................
2.8.2. SINTOMAS CLÍNICOS............................................................................................
2.8.3. DIAGNÓSTICO........................................................................................................2.8.4.TRATAMENTO........................................................................................................
2.8.5. PROGNÓSTICO.....................................................................................................
2.8.6. PROFILAXIA..........................................................................................................
2.8.7.COMPLICAÇÕES..................................................................................................
2.8.8. PREVENÇÃO.........................................................................................................

3. CONCLUSÃO...............................................................................................................

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS................................................................................

1. INTRODUÇÃOSão mamíferos aquáticos os animais que possuem dependência direta do meio aquático para o desenvolvimento das suas atividades vitais, tais como alimentação e/ou reprodução.
Esses animais podem vim alberguar vários patógenos, dentre eles vírus, protozoários e bactérias e que o consumo destes animais, principalmente os encalhados, podem vim a favorecer a transmissão de patógenos, dentreeles o Clostridium botulinum.
Os esporos do Clostridium botulinum são amplamente distribuídos na natureza, em solos e sedimentos de lagos e mares. São identificados em produtos agrícolas, em intestinos de mamíferos, fezes humanas e excrementos animais, mamíferos marinhos, peixes e vísceras de crustáceos.
É uma bactéria patogênica anaeróbia em forma de bastonete, flagelada que lhe conferemobilidade, da família Clostridiaceae da classe Clostridia. A bactéria formadora de esporos que produz uma potente neurotoxina responsavel por causar a doença do botulismo.
É uma doença extremamente grave, distribuida mundialmente sendo considerado um problema de saúde pública devido a sua gravidade e alta letalidade, podendo acometer o homem e muitas espécies animais, provocando distúrbios digestivose neurológicos no paciente.
Existem sete tipos de toxina do botulismo, designadas pelas letras de A a G; Intoxicação com toxina tipo E é associada exclusivamente a alimentos de origem animal aquático, peixes e mamíferos marinhos. As toxinas geralmente favorecem o processo de multiplicação e disseminação da bactéria no organismo já que produzem necrose dos tecidos afetados e hemólise.
O...
tracking img