Bosi, alfredo. moderno e modernista na literatura brasileira.

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (451 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
BOSI, Alfredo. Moderno e modernista na literatura brasileira.
O capítulo mostra a definição de “Moderno e modernista na literatura brasileira” a partir da Semana de 22 em São Paulo, mostrando umcontraste da arte com o processo social e econômico vivido no Brasil, uma espécie de província de Parnaso.
Partindo deste contraste, Serafim Ponte Grande critica São Paulo por ser apenas uma zonaindustrial e ironiza se o movimento modernista realmente mudaria essa visão da literatura.
Mario de Andrade, Antônio de Alcântara, Sergio Milliet e Oswald de Andrade ficaram reconhecidos internacionalmentee assim a Semana de Arte Moderna passou a República Velha das Letras para trás, como o desejado.
De toda forma, ainda houve uma dificuldade dos autores por conta da influência parnasiana, culminandoassim, em um encontro de ideias e de discussão entre falar e escrever. Tornando, a Semana de 22 em um grande marco para o Brasil.
Ao mesmo tempo, as vanguardas passaram a fazer parte da arte naépoca, fazendo a tal esperada ruptura com o passado. A sensibilidade, emoção e produção de tais obras permitiram a fuga do parnaso. Este, mudou o modo de ver e de produzir, e quebrou os valores morais como qual o artista estava acostumado.
Houve ainda, a criação de um ponto de vista a partir dos artistas para com a história nacional. Temas como nacionalismo, litoral-sertão, cidade-campo,branco-mestiço foram bases para que Lima Barreto e Euclides da Cunha fossem criticados por ainda obterem traços do Realismo.
Tarsila do Amaral, Oswald de Andrade foram os principais responsáveis por romper com osertanismo existente ainda por influência parnasiana, mostrando, assim, que o ano de 22 viria para tratar também de uma poética do inconsciente.
A partir de 1930, o Brasil já vivia uma épocaconcretista e histórica.
Em síntese, Bosi afirma que as estéticas literárias não são estanques entre si, mas que elas se influenciam, se fundem. Porém, ele consegue denotar o contraste existente do...
tracking img