Borderline cisne negro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1704 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1

CONCEPTUALIZAÇÃO DE UM CASO: BORDERLINE

ARTIGO

DE REVISÃO LITERÁRIA REALIZADO NO ÂMBITO DA DISCIPLINA DE

MODELOS

DINÂMICOS E

HUMANÍSTICOS LECCIONADOS PELA PROFESSORA ISABEL MESQUITA. UNIVERSIDADE DE ÉVORA.

ALUNO: BRUNO SANTOS 27389

Resumo O presente artigo faz uma abordagem teórico-prática do transtorno de personalidade borderline, define-a e explora-a recorrendo àrevisão literária e apresenta-a como um caso prático através da análise da personagem principal (que sofre deste transtorno de personalidade borderline) do filme “Black Swan”. Palavras-chave: Borderline; Psicótico; Neurótico; Psicopatologia. Abstract This article presents a theoretical and practical approach of the borderline personality disorder, it defines and explores it using literature review andpresents it as a case study through the analysis of the main character (who suffers from this disorder, borderline personality) of the movie "Black Swan” Keywords: Borderline, Psychotic, Neurotic, Psychopathology.

As designações de transtorno de personalidade Borderline ou como também é conhecido transtorno do estado limite da personalidade, foram utilizadas pela primeira vez por V. W.
1

2Eisenstein em 1949, mas a evidência de quadros clínicos não correspondentes às linhas neurótica e psicótica clássicas surgiram muito antes desta data. Em 1883 estes quadros clínicos não correspondentes eram designados como “formas atenuadas de Esquizofrenia” e em 1885 como Heboindofrenia. Na verdade foram referenciados mais de quarenta termos utilizados para designar estas formas patológicas àmargem tanto de estados neuróticos como de estados psicóticos. A verdade é que a utilização de tantos termos na ambição de definir tal estado limite remete para a separação deste quadro clínico dos quadros clínicos clássicos de psicose e de neurose. Do ponto de vista genético compreendemos a formação de personalidades Borderline através de do estudo da formação das personalidades Psicótica eNeurótica. Numa primeira fase os estados iniciais do Ego na criança pequena, após a sua distinção do não-Ego, permaneciam mais ou menos indiferenciados sem estrutura estável. Numa segunda fase, haveria na continuação estados em que linhas de força determinadas pelos conflitos, as frustrações, os efeitos das pulsões e da realidade, as defesas do Ego e as suas reacções às pressões internas e externas,começariam a orientar-se para constituição de uma estrutura autêntica. Numa terceira fase, alcançar-se-ia finalmente uma verdadeira estrutura (descompensada ou não). Nessa altura, definir-se-iam, como na cristalização de um mineral, as suas linhas de clivagem que ficariam sólida e definitivamente constituídas sem poderem variar. (Bergeret, 1998). Assim segundo Beregeret (1998) quando uma estruturaneurótica descompensa esta só pode dar origem a uma neurose, e quando uma estrutura psicótica descompensa só pode resultar numa psicose, não existindo comunicação possível entre a linha neurótica e a linha psicótica uma vez dada a estruturação, ou seja, a terceira fase. No caso borderline este situa-se simultaneamente entre a estrutura neurótica e a estrutura psicótica, mas apenas ao nível daprimeira e segunda fase de organização do Ego, sem que tenha havido a definição de uma estrutura. No entanto permanece em questão qual o “espaço vazio” deixado entre as linhas estruturais de neurose e psicose, sendo o caso borderline um domínio muito mais fluído (Bergeret, 1998).

2

3

Embora os autores geralmente relacionem o desenvolvimento do transtorno de personalidade Borderline comfactores da história de vida do indivíduo, há pesquisas sobre a predisposição biológica. Não se pensa mais em termos dicotómicos de hereditariedade ou aprendizagem, mas de um jogo complexo de interacção entre ambos. A teoria de selecção por consequências de Skinner (1966; 1981) é um modelo estocástico onde há variação e selecção nos níveis genético, ontológico e cultural. A teoria de Millon (1969),...
tracking img