Bocage

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2219 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução

Manuel Maria Barbosa du Bocage nascido em Setúbal às três horas da tarde de 15 de Setembro de 1765, neto de um Almirante francês que viera organizar a nossa marinha,  filho do bacharel José Luís Soares de Barbosa, que foi juiz de fora, ouvidor, e depois advogado e de Mariana Lestoff du Bocage, cedo revelou a sua sensibilidade literária, que um ambiente familiar propício incentivou.Bocage

A vida de Bocage
 
Bocage viveu numa época em que os poetas se agrupavam em torno de associações literárias denominadas Arcádias. Entretanto, dono de um temperamento irrequieto, polêmico e insatisfeito, Bocage não conseguiu se submeter às normas dessas instituições, renegando-as. Nascido em Setúbal, a 15 de setembro de 1765, Manuel Maria de Barbosa du Bocage, recebeu desde cedo dospais o maior carinho e o melhor estímulo à educação. Seu pai, José Luís Soares de Barbosa era advogado e exerceu diversos cargos da magistratura. Sua mãe, d. Mariana Joaquina Lestof du Bocage, filha de um vice-almirante francês a serviço da Armada Portuguesa, emprestou-lhe o sobrenome. O casal teve ainda mais cinco filhos: Gil Francisco, que foi jurisconsulto famoso, Ana das Mercês, MariaAgostinha, Maria Eugênia e Maria Francisca, companheira dedicada do poeta e que lhe assistiu os últimos momentos.
Pouco se sabe acerca dos primeiros anos da vida de Bocage. Antes de completar cinco anos, iniciou-se nas primeiras letras. Aos oito anos já lia e escrevia bem e compunha alguns versos. Aos dez anos, órfão de mãe, foi confiado ao professor espanhol d. João de Medina, que lhe ensinou a língualatina. A facilidade com que Bocage sempre interpretou os autores latinos e as traduções que fez atestam o quanto lhe foram úteis os ensinamentos daquele mestre estrangeiro. Com o pai aprendeu francês. Parece que, muitos anos depois, estudou italiano como autodidata, não chegando, porém, a dominar completamente esse idioma.
A primeira namorada de Bocage foi Gertrudes Homem de Noronha, a Gertrúriadas seus versos, filha do governador da Torre de Outão, em Setúbal, cuja casa toda a família do poeta freqüentava.
Em setembro de 1781, Bocage assentou praça como soldado no regimento de Setúbal, onde permaneceu até 1783, ano em que se transferiu para a Armada Real. Fez os estudos na Academia Real da Marinha. Nessa altura, Bocage já freqüentava os bares da boêmia lisboeta, granjeando fama comopoeta satírico-erótico e como homem de espírito irrequieto.
Em princípios de 1786 conseguiu a patente de guarda-marinha e, em abril, a bordo do navio “Nossa Senhora da Vida, Santo Antônio e Madalena”, embarcou para a Índia, levando em pensamento sua namorada Gertrudes. Entretanto, a mulher que lhe deu a princípio tanta felicidade foi também a responsável por horas de intensa amargura, casando-secom seu irmão Gil. O navio em que Bocage viajou fez escala no Rio de Janeiro, onde o governador Luís de Vasconcelos recebeu-o da melhor maneira possível, relacionando-o com a melhor sociedade da época.
Em outubro de 1786, desembarcou em Goa, na Índia, lá residindo por um espaço de 28 meses. Tentou continuar seus estudos na Aula Real da Marinha, mas por duas vezes foi abrigado a abandonar o curso.Com a eclosão da Conspiração dos Pintos, que se propunha a subjugar a guarnição portuguesa de Goa e expulsar os europeus, Bocage participou dos combates. Sufocada a rebelião, o poeta foi promovido a tenente de infantaria para o regimento da Praça de Damão, para onde seguiu em 1789. Parece que Bocage detestou Damão. Alguns dias após sua chegada e apresentação no novo regimento, Bocage, em companhiade um alferes endividado, empreendeu fuga. Desertor, embarcou para Macau, mas uma tempestade colheu seu barco, que foi aportar em Catão. Lá, Bocage passou privações e, graças à interferência de um comerciante, conseguiu junto ao governador os meios para regressar a Portugal, chegando em Lisboa, em agosto de 1790.
A notícia do casamento de Gertrudes com seu irmão desilude-o. Bocage entrega-se,...
tracking img