Bmw vermrlha

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1592 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1. INTRODUÇAO
Para uma ideia mais precisa sobre o abandono de crianças no Brasil, é necessário que se faça um breve histórico, assim encontraremos talvez, a origem deste fenômeno que é cada vez, mas comum nos dias de hoje. Veremos também, que em nome da moral e dos bons costumes o caso de abandono de crianças, vem desde o sec. XVIII e se tornou uma pratica comum e que ainda há um empenho tímidopor parte dos governantes no intuito de dar um fim menos trágico para milhares de crianças que todos os dias enfrentam essa triste e cruel realidade. Veremos que no inicio do sec. XX e precisamente no governo de Getulio Vargas que houve as primeiras tentativas de se criar uma política social no Brasil, e que agora no inicio do sec. XXI temos um exemplo parecido iniciado no primeiro mandato dogoverno de Luiz Inácio Lula da Silva com a política de transferência de renda diretamente as famílias mais necessitadas, com o intuito de tirar as pessoas da linha da pobreza, manter as crianças o maior tempo possível nas escolas e outras medidas visando o crescimento e fortalecimento das políticas publica, e por fim, que o estatuto da criança e doa adolescente (ECA), 1990, foi criado com a propostade garantia dos direitos essenciais para o amparo dessas crianças, correspondendo e se alinhando a declaração universal dos direitos humanos promovida pelas nações unidas(ONU), 1990, no intuito de erradicar a pobreza, o trabalho infantil e diversos direitos negados a população que vive em condições sub-humanas ao redor do mundo. E os desafios para o assistente social visando o fortalecimentoprincipalmente dos laços familiares que se constituem como educação primaria que traz uma gama de valores que instituição alguma seria capaz de oferecer a todas essas crianças.






2. DESENVOLVIMENTO
No sec. XVIII as mães sem condições de criarem seus filhos, hora pelo preconceito, hora pela falta de alternativa gerada pela miséria que já assolava parte da população, não viam alternativa senão abandonarem seus filhos na esperança de uma sorte melhor. A miséria e preconceito pode ter sido o grande vilão desde o inicio da historia das crianças abandonadas no Brasil. A sociedade brasileira do século XVIII não aceitava que mulheres solteiras tivessem ou criassem seus filhos, pois era uma sociedade na qual os valores morais e éticos acabavam prevalecendo, consequentemente, as mãessolteiras sofriam um processo de discriminação e preconceito que as levavam a praticar tais atos mesmo contra suas vontades. Abandonar uma criança indesejada ou não, portanto, era uma garantia de preservar os bons costumes ou garantir a sobrevivência da criança. Era comum também que mães que ficavam doentes ou que não tinham capacidade de amamentar abandonassem seus filhos na "roda dos expostos", umaespécie de vitrine de crianças onde as pessoas pudessem encontra-las e leva-las para encaminhamentos junto às instituições ou alguma família que pudessem adota-las dando a essas a possibilidade de sobrevivência. Muito embora, esse abandono não era garantia de sobrevida, já que o índice de mortalidade infantil nesse período era bastante elevado.
A prática da caridade cristã, preconizada pelamisericórdia, fez nascerem tanto na Europa quanto no Brasil, instituições especializadas em acolher aqueles que eram enjeitados por suas famílias. Nessas instituições, as crianças deveriam ser preparadas para uma vida útil, produtiva e honrada. A criação de instituições de acolhimento de enjeitados, longe de resolver o problema do abandono, acabou se tornando uma instituição que lembrava a todos, adepravação da moral e dos bons costumes.
Com o crescimento acentuado do número de crianças abandonadas na década de 1920, o governo brasileiro começou a implantar ações para tentar resolver a questão do abandono de crianças, criando orfanatos, escolas profissionalizantes e escolas de correção para menores infratores. No ano de 1927 foram criadas as primeiras leis que regulamentavam políticas...
tracking img