Blocos econômicos (união europeia, nafta e mercosul)

O MERCOSUL, A UNIÃO EUROPEIA, O NAFTA
Introdução
O mundo vive, hoje, uma fase do capitalismo conhecido como monopolista. Marcado pela globalização, na qual o capital circula livremente pelas redesde telecomunicações, é possível lucrar de forma imediata em diversos pontos do globo. Esse fato permite, por um lado, o crescimento sem igual no montante de capital, que se acumula nas mãos de poucosagentes econômicos; por outro, provoca a exclusão social de quem não consegue ter acesso ao desenvolvimento.

Para não prejudicarem seus mercados, em meados do século XX, alguns países começaram ase “proteger”, agrupando-se em blocos econômicos. O MERCOSUL, a União Europeia, o NAFTA e a ALCA, por exemplo, são alguns deles.
MERCOSUL
O MERCOSUL (Mercado Comum do Sul) foi criado em 1991, apartir do Tratado de Assunção. Seu objetivo principal é facilitar a circulação de mercadorias, que devem ser isentas de fiscalização e de impostos alfandegários.

Inicialmente formado por Argentina,Brasil, Paraguai e Uruguai, com o passar dos anos, outros países aderiram ao bloco, tornando a integração mais abrangente: em 1996, Bolívia e Chile; em 2003, Peru; Colômbia e Equador em 2004; e em 2009, aVenezuela.

A partir de 1995, criou-se a zona de livre comércio, na qual cerca de 90% das mercadorias fabricadas nos países-membros podem ser comercializadas internamente, sem tarifas deimportação. Em alguns setores, no entanto, mantêm-se temporariamente as barreiras alfandegárias. Nesse acordo econômico, os países-membros comprometeram-se a manter as alíquotas de importação para determinadosprodutos.

Observe a espacialização e as possibilidades comerciais do MERCOSUL:

União Europeia
Conhecida inicialmente como Mercado Comum Europeu (MCE), depois como Comunidade Econômica Europeia(CEE), o bloco formado por 15 países da Europa Ocidental mudou de nome em 1993, quando o Tratado de Maastricht (assinado em 1991) entrou em vigor. É o segundo maior bloco econômico do planeta em...
tracking img