Blaa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1114 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Capítulo I – Acontecimentos


Rejuvenescia a minha velha alma quando abria a janela de casa, depois que o vento calhou por sobre meu ombro e quando o ar que respirava era o velho ar renovado. Isto não era o suficiente para fazer-me feliz, não mais — por variadas razões e motivos distintos —, e minha expressão revelava que meu pensamento estava distante como se aquilo tudo não fosse nadaalém de uma ilusão interminável, como uma longa e vasta miragem do deserto.
Abaixei minha cabeça, fechando meus olhos e abrindo-os lentamente, assim olhei para os cães que conseguiram retirar-me um sorriso singelo e solene de minha face quando faziam tudo sem preocupações, mas isto (para mim) era um problema.
Devido às circunstâncias desta manhã lembrei-me do passado por issosenti-me tristonho, cabisbaixo e sem saber o que fazer, então minha vontade desapareceu porque a saudade devastava e o vento que batia em mim não mais me agradava, quando nem mesmo Deus que me enxergava do alto decidiu ter pena de mim.
A alguns metros de distância, da janela de minha casa, observei uma menina que andava pela rua, e quando olhei para ela percebi que ela parecia tão tristonha quantoeu, enquanto levava consigo muita bagagem nas costas. Quando vi a menina, daquele jeito inconforme, sofrido e angustiado como quem acaba de atravessar um imenso deserto sem descansar, com aquela beleza de uma linda menina, meus sentimentos gradativamente tornaram-se opostos e consequentemente trouxeram-me felicidade. Desejei estar ao menos junto dela, promissoramente, tão fantástica evirtuosamente porque a vida que tive não mais me agradava. Porém a vida dela por mais sofrida que fosse era boa, e isso extraía todos os males de minha mente.
Achei interessante as vestimentas desta menina que animou-me nesta manhã pois ela vestia umas roupas estranhas, de cores vermelho, marrom e branco — sendo o marrom o mais destacado sobre seu corpo —, um tecido fino de veludo e raro de seencontrar. Jamais havia visto alguém assim, passando por aqui do jeito desta menina, e além disso, o que será que ela fazia aqui afinal? Decidi perguntá-la muitas coisas mas minha coragem perturbou-me algum medo que tive, então não o fiz mesmo sabendo que aquela poderia ser a última vez que a visse, porém acreditei num sonho que completei com esta visão que deu-me as esperanças necessárias.
Fecheios olhos por um breve momento e a menina não estava mais lá, então passei a sentir os mesmos desejos indolentes que as ilusões me traziam anteriormente. Passou-se esta manhã como qualquer outra, por quanto o vento soprava os mesmos desejos, mas no profundo surgia a pergunta: quem era esta menina? Por todo o dia fiquei imaginando aquela menina misteriosa e qual era seu objetivo, ou o que Deustinha planejado para ela — porque eu já não sentia mais nada...
Noutro dia, quando abri a janela de casa pela manhã (no mesmo horário sempre) e quando o vento fez questão de visitar-me outra vez, os cachorros não estavam mais perto de mim mas estavam ao lado dela, da mesma menina andando por sobre a mesma rua novamente. Esta manhã foi diferente pois ela estava alegre e sorridente. Ela parou ospassos para dar alimento à eles e quando o fez ela olhou para mim e fixou-se seus olhos nos meus, e eu fiz o mesmo em relação à ela. Assim percebi que no fundo dos olhos dela, ela demonstrava força, dominância e poder, diferente dos meus: fracos, amedrontados e perdidos no tempo. Porém a menina tinha olhos amarelos! — intrigou-me este fato — Assim criamos um pacto através de uma troca de olhares,como se ela precisasse da minha ajuda e eu precisasse da ajuda dela, então rapidamente preparei-me para ir junto desta menina sem questionar as milhares de outras coisas que aconteceram em minha vida desde então, como se Deus pedisse nossa união pelo menos por um breve momento, e se Deus permitiu isso deveria ser algo importante — pensei. Corri e rapidamente abri a porta de casa para não...
tracking img