Biotecnologia do vinho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2801 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1. INTRODUÇÃO




A Serra Gaúcha está localizada no Nordeste do Estado do Rio Grande do Sul, cujas coordenadas geográficas e indicadores climáticos médios são: latitude 29ºS, longitude 51ºW, altitude 600-800m, precipitação 1.700mm, temperatura 17,2ºC e umidade relativa do ar 76%. É a maior região vitícola do país com cerca de 40 mil hectares de vinhedos. Trata-se deuma viticultura de pequenas propriedades, pouco mecanizada devido à topografia acidentada, onde predomina o uso da mão-de-obra familiar. A poda é realizada em julho-agosto e a colheita concentra-se nos meses de janeiro a março.
A densidade de plantio situa-se entre 1.600 a 3.300 plantas por hectare e predomina o sistema de condução em latada ou pérgola (horizontal),proporcionando produção de 10 a 30 toneladas /ha, de acordo com a cultivar e as condições climáticas da safra. A maior parte da uva colhida é destinada à elaboração de vinhos, sucos e outros derivados. As uvas de origem americana são utilizadas, sobretudo para a elaboração de suco e de vinho de mesa. No que se refere aos vinhos finos, merece destaque a produção de vinhos espumantes de altaqualidade, além dos vinhos brancos e tintos. Detentora de alta tecnologia enológica, sobretudo no segmento de vinhos finos, esta região vem crescendo como produtora de vinhos de qualidade. Uma evidência da evolução organizacional da vitivinicultura da região foi a criação da Indicação de Procedência Vale dos Vinhedos, em 2002, em outubro de 2010 a nova Indicação de Procedência foi PintoBandeira, iniciativa que motivou outros grupos de produtores da região a seguirem o mesmo caminho.
O processo de fabricação do vinho é feito através da fermentação das uvas. Esse processo pode ser definido como o processo pelo qual a levedura converte o açúcar presente na fruta em dióxido de carbono e álcool. Em seguida o dióxido de carbono (CO2) desvanece-se pelo arficando o vinho desejado, além disso, são necessários alguns cuidados relacionados ao controle de acides e álcool. É necessário um determinado tempo de envelhecimento para amadurecimento dos taninos tornando o vinho mais digesto, para posteriormente ser considerado aprovado para o engarrafamento e consumo.
Mais de 80% da produção da região se origina de variedades de uvasamericanas (Vitislabrusca, Vitisbourquina) e híbridas interespecíficas. As variedades de maior expressão neste grupo são: Isabel, Bordô (Ives), Niágara Branca, Concord Niágara Rosada, Jacquez e Seibel 1077. Referente às castas de Vitisvinifera, destacam-se as cultivares de uvas brancas Moscato Branco, Riesling Itálico, Chardonnay e Trebbiano (Ugni Blanc); entre as tintas as principais sãoCabernet Sauvignon, Merlot, Cabernet Franc, Tannat, Ancellota e Pinotage. Tendo como as principais Vinícolas da Serra Gaúcha:
- Vinícola Aurora, Vinícola Salton, Vinícola Casa Valduga, Vinícola Lovara, Vinícola Valmarino, Vinícola Miolo, Vinícola Geisse, Vinícola Cordelier, Vinícola Torcello, Vinícola Marco Luigi, Vinícola Don Laurindo, entre outras de pequeno porte.
Aregião vem sofrendo com o excesso de vinho estocado nas vinícolas, isto causou certo problema para colocação da nova safra, um dos fatores que provocaram a diminuição de venda e acumulo de vinhos é a competição com os vinhos importados que são comercializados com valores mais em conta para os consumidores brasileiros.
O objetivo principal em visitar a Cooperativa VinícolaAurora foi poder conhecer o processo da maior vinícola do Brasil com uma produção em grande escala, poder estar em contato com a produção direta do vinho e conferir sua infraestrutura em relação a seus laboratórios. Sabendo que sua estrutura compete a profissionais que se mantêm sempre atentos a auxiliar principalmente o produtor fornecendo-lhes toda a infraestrutura necessária....
tracking img