Bioquimica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4199 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
ESCOLA DE ENFERMAGEM WENCESLAU BRAZ
CELSO HENRIQUE CAMPOS SALES
JEANE DOS SANTOS RIBEIRO
LUANA CRISLEY DOS SANTOS
MARIA THAMIRES MAIA DA COSTA
MARINA DE LIMA MOHALLEM
THAIS SANTOS BUSTAMANTE

CICLO DE KREBS

ITAJUBÁ
2012

CELSO HENRIQUE CAMPOS SALES
JEANE DOS SANTOS RIBEIRO
LUANA CRISLEY DOS SANTOS
MARIA THAMIRES MAIA DA COSTA
MARINA DE LIMA MOHALLEM
THAIS SANTOS BUSTAMANTECICLO DE KREBS

Trabalho da Disciplina de Bioquímica,
sobre o Ciclo de Krebs do Curso de Graduação em Enfermagem da Escola de Enfermagem Wenceslau Braz.

Prof. Gustavo Rodrigo Thomazine

ITAJUBÁ
2012

CELSO HENRIQUE CAMPOS SALES
JEANE DOS SANTOS RIBEIRO
LUANA CRISLEY DOS SANTOS
MARIA THAMIRES MAIA DA COSTA
MARINA DE LIMA MOHALLEM
THAIS SANTOS BUSTAMANTE

CICLO DE KREBSTrabalho da Disciplina de Bioquímica,
sobre o Ciclo de Krebs do Curso de Graduação em Enfermagem da Escola de Enfermagem Wenceslau Braz, apresentado como requisito para pontuação.

Data: _______________________________

Parecer: ____________________________

____________________________________
Prof. Gustavo Rodrigo Thomazine

ITAJUBÁ
2012SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO 05

2 O QUE É O CICLO DE KREBS 06

3 REAÇÕES DO CICLO DE KREBS 08
4.1 DESCARBOXILAÇÃO OXIDATIVA DO PIRUVATO 08
4.2 SÍNTESE DE CITRATO A PARTIR DE ACETIL-CoA E OXALACETATO11
4.3 ISOMERIZAÇÃO DO CITRATO 12
4.4 OXIDAÇÃO E DESCARBOXILAÇÃO DO ISOCITRATO 12
4.5 DESCARBOXILAÇÃO OXIDATIVA DEALFA-CETOGLUTARATO 13
4.6 CLIVAGEM DE SUCCINIL CoA 14
4.7 OXIDAÇÃO DO SUCCINATO 14
4.8 HIDRATAÇÃO DO FUMARATO 14
4.9 OXIDAÇÃO DO MALATO 15

4 ESTEQUIOMETRIA DO CICLO DE KREBS 15
5.10 RESUMO DAS REAÇÕES 15
5.11 PRODUÇÃO DE ATP 15

5 REGULAÇÃO DO CICLO DE KREBS 16
6.12 REGULAÇÃO POR ATIVAÇÃOE INIBIÇAO DA ATIVIDADE ENZIMÁTICA
6.13 REGULAÇÃO PELA DISPONIBILIDADE DE ADP 16

6 CURIOSIDADES 17

7 CONSIDERAÇÕES FINAIS 21
REFERÊNCIAS 22


INTRODUÇÃO:

Iremos descrever neste trabalho sobre o ciclo de Krebs, definindo suas funções, características, reações, estequiometria e regulação. O ciclo de Krebs desempenha vários papéis nometabolismo e sua função central é a oxidação de Acetil- CoA a CO2 E H2O. O ciclo funciona na formação de glicose a partir dos esqueletos de carbono dos aminoácidos, conserva energia a partir dessa oxidação e consegue principalmente pela transferência de elétrons a partir de intermediários do ciclo para NAD+ e FAD. Como consequência, o ATP pode ser produzido a partir da fosforilação oxidativa quando oNADH e o FAD(2H) doam esses elétrons para o O2 por meio da cadeia de transporte de elétrons. Explicaremos também as reações do ciclo, a estequiometria e a regulação do ciclo de Krebs.


CICLO DE KREBS:

O ciclo de Krebs (conhecido também como ciclo do ácido tricarboxílico (TCA) ou ciclo do ácido cítrico) é responsável por mais de dois terços do ATP produzido a partir da oxidação de substratosenergéticos. As rotas para oxidação de ácidos graxos, glicose, aminoácidos, acetato, e corpos cetônicos, todas produzem acetil-CoA, a qual é substrato para o ciclo do TCA. Quando o grupo acetila de 2 carbonos ativado é oxidado a duas moléculas de CO2, energia é conservada como NADH, FAD(2H) e GTP. O NADH e o FAD(2H) subsequentemente doam elétrons para o O2 através da cadeia de transporte deelétrons, com a produção de ATP a partir da fosforilação oxidativa. Assim, o ciclo do TCA é central para a produção de energia a partir da respiração celular.
Dentro do ciclo do TCA, a descarboxilação oxidativa de um cetoglutarato é catalisada pelo complexo de múltiplas subunidades de cetoglutarato-desidrogenase, a qual contém as coenzimas tiamina-desidrogenase (CPD), catalisa a oxidação de...
tracking img