Bioquimica estrutural

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1929 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Escola de saúde pública do Ceará

Coleta e processamento de amostras para exame parasitológico

Nome: Jaira Costa Medeiros
Setembro- 2012

Introdução


Apesar de laboratórios pequenos normalmente não executarem o exame microscópico para parasitas, os técnicos precisam fornecer aos pacientes instruções para coleta de amostras e devem processá-las antes de enviá-laspara um laboratório de referencia. A compreensão básica dos ciclos de vida de parasitas é importante para assegurar que o espécime mais apropriado seja obtido, aumentando as chances de detecção. Os dois testes mais comuns do laboratório de parasitologia são o pedido de fezes para ovos e parasitas (O & P) e de exames de sangue para parasita da malária. O teste O & P requer uma amostra fecal eo esfregaço para malária requer uma amostra fresca de sangue.
Esta lição descreve a coleta e o processamento rotineiro de amostras para detectar parasitas intestinais e o procedimento para detecção de Enterobios.

Desenvolvimento

Tipos de amostras para exame parasitológico
* Amostras fecais (fezes)
A amostra fecal é examina quando há suspeita de infecção por parasitasintestinais. Helmintos, amebas e outros protozoários intestinais podem ser identificados durante o exame microscópico de amostras fecais pó exame direto, corado ou concentrado. Amostras fecais também são usadas para testes imunológicos de detecção de antígenos de Giardia, Cryptosporidium e Entamoeba histolytica.

* Amostra de sangue
O sangue é examinado quando há suspeita de infecção por parasitado sangue, como o da malária, filiariose ou certos tripanossomas. São preparados os esfregaços corados ou exames diretos do sangue. O sangue para pesquisa de malária deve ser coletado a intervalo cronometrados.

* Amostras para testes imunológicos
Mesmo sendo desenvolvidos testes imunológicos para vários parasitas, apenas alguns têm uso difundido. Kits comerciais para detectar e diferenciardoenças diarréicas parasitárias causadas por Cryptosporidium, Giardia ou Entamoeba histolytica são usadas por muitos laboratórios. As amostras frescas são centrifugadas e filtradas para o uso nos kits. Os antígenos do parasita no material filtrado, se presente, são detectados usando um teste imunoenzimático colorimétrico rápido, que contém anticorpos contra antígenos específicos de parasitas.Também podem ser usados testes imunológicos para detectar a presença de anticorpos contra o parasita no soro paciente, como no teste para toxoplasmose. Se houver suspeita de infecção aguda, são feito testes pareados do soro (amostras coletadas com 2 a 3 semanas de intervalo) para detectar a presença de IgM e IgG ou para um título crescente de anticorpos.

* Outras amostras
Amostrasdistintas de sangue ou fezes podem ser testadas ou examinadas para parasitas. O tipo de amostra requerida depende do organismo suspeito, com base nos sintomas e na história médica do paciente. Por exemplo:

- escarro é examinado para Paragonimus;
- secreção vaginal é examinada para Trichomonas;
- tecido, normalmente processado ou corado pelo laboratório de histologia, é examinado quando há suspeitade trichinella, toxoplasma ou outros parasitas de tecido.

Coleta e processamento de amostras fecais
* Precauções de segurança
Existem vários perigos potenciais durante a coleta e o processamento de amostra para exame parasitológico. Eles incluem a possível exposição a cisto, oocisto, ovos ou lavas, formas infecciosas de parasitas em amostras de fezes, bem com exposição a patógenos nãoparasitas que estejam presentes nas fezes e fluidos biológicos. Os técnicos devem usar precauções-padrão e as práticas de segurança em microbiologia. As precauções-padrão devem ser usadas até mesmo com material preservado (fixado), pois algumas formas do parasitas permanecem viáveis mesmo semanas após a fixação.
As boas práticas de segurança incluem, mas não se limitam, a uso de roupa...
tracking img