Biomedicina

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1405 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
BIOQUÍMICA CLÍNICA
AMOSTRAS UTILIZADAS NAS PROVAS BIOQUÍMICAS

FASE PÓS-ANALÍTICA

INTERPRETAÇÃO DOS RESULTADOS PELO MÉDICO

ANÁLISES LABORATORIAIS Amostras biológicas
 

Sangue
Fluidos biológicos extra-vasculares
  




Líquidos serosos Líquido amniótico Espermograma LCR Suor

  

Urina Fezes Secreções
Profª D.Cabral

Coleta de Sangue
  

Soro PlasmaSangue total

Composição do plasma sangüíneo


Solutos no plasma representam 10% do volume, compostos por:





7% – proteínas (albumina, globulinas*, fibrinogênio) 1% – sais inorgânicos 2% – outras substâncias** * inclui enzimas; **uréia, aminoácidos, glicose, bilirrubina, creatinina, ácidos orgânicos, lipídeos e etc. Profª D.Cabral

Amostras biológicas


Urina
 

Amostra cronometrada ou de tempo marcado 24 horas 2 horas



Líquor

Sala de coleta

Profª D.Cabral

Bandeja para coleta de sg

Profª D.Cabral

COLETA DE SANGUE


FORMAS DE COLETA:


Lanceta estéril e descartável


Sangue capilar



Agulha ou scalp e seringa estéreis e descartáveis.



Coleta a vácuo.

COLETA DE SANGUE PUNÇÃO VENOSA


Locais de punção:






fossa cúbita (dobra do cotovelo)  mediana, basílica, cefálica dorso da mão jugular externa dorso do pé.

Fonte: http://www.ufrgs.br/eenf/laboratorios/levi/projeto1/puncao.swf

Profª D.Cabral

Punção venosa adequada


Correta angulação na coleta / 30º

Fluxo Sangüíneo



O bisel da agulha penetrou parcialmente a veia do paciente.
Extravasamento de sangue
ProfªD.Cabral

Punção venosa


Interrupção do fluxo sangüíneo

Estenose venosa.
*Coleta a vácuo.

Profª D.Cabral

PUNÇÃO VENOSA
Coleta com seringa e agulha descartáveis
  

Lave as mãos; calce as luvas e prepare o material; Coloque a agulha na seringa sem retirar a capa e ajuste o bisel (para cima); Movimente o êmbolo e pressione-o para retirar o ar;

Profª D.Cabral

PUNÇÃOVENOSA
1. 2. 3.

4.
5. 6. 7.

Chame o paciente pelo nome, confira os dados e acomode o paciente; Colocar um garrote ao redor do braço do paciente, 5 a 8 cm acima da dobra do cotovelo; O paciente, deve permanecer com a mão fechada; Pela inspeção e palpação, determinar a veia a ser puncionada, que deve ser calibrosa e firme; Fazer a antissepsia da pele sobre a veia selecionada, com álcool a 70%e deixar secar; Não tocar o local a ser puncionado, nem deixar que o paciente dobre o braço; Pegar a seringa colocar o dedo sobre o mandril da agulha, para guiá-la durante a introdução na veia; Profª D.Cabral

PUNÇÃO VENOSA
8. 9.

10.

11.

12.

13.

Esticar a pele do cotovelo, com a outra mão, uns 5 cm abaixo do local da punção, mas sem tocá-lo; Introduzir a agulha na pele ao ladoda veia que vai ser puncionada, paralelamente a ela, e, lentamente, penetrar em seu interior; O sangue deverá fluir espontaneamente para dentro da agulha ou, então, deve-se puxar lentamente o êmbolo, para verificar se a agulha está na veia e, em seguida, retirar o sangue necessário; Soltar o garrote e, somente depois, retirar a agulha da veia puncionada e colocar um pedaço de algodão seco no local.Jamais recapar a agulha com a mão; Retirar a agulha com auxílio de uma pinça e transferir o sangue coletado para os tubos com e/ou sem anticoagulantes, de acordo com o exame solicitado, escorrendo lentamente, sem formar espuma; Tubos com anticoagulantes devem ser invertidos, no mínimo, 6 vezes, lentamente, sem provocar hemólise. D.Cabral Profª

C O L E T A

A V Á C U O
Profª D.Cabral PUNÇÃO VENOSA A VÁCUO
1) Rosqueie a agulha no adaptador (canhão). Não remova a capa protetora da agulha; 2) Ajuste o torniquete e escolha a veia; 3) Faça a anti-sepsia do local da coleta com álcool 70% ou iodado. Não toque mais no local desinfetado; 4) Remova o protetor plástico da agulha e faça a punção; 5) Introduza o tubo no suporte, pressionando-o até o limite; 6) Solte o garrote assim que...
tracking img