Biologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 49 (12155 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Educação Ambiental:

[pic]

Reciclagem

EDUCAÇÃO AMBIENTAL: RECICLAGEM

Conteúdos:
1. Muita gente sobrevive do lixo
2. Mudanças (reciclagem) de atitudes
3. Problemas que os resíduos podem gerar
4. Pessoas envolvidas com os resíduos
5. Tipos de lixo
6. Destino do lixo
7. Redução do lixo
8. Reutilização do lixo
9. Reciclagem do lixo
10. Coleta seletiva
11. Separação lo lixo
12.O que é reciclável?
13. Benefícios da reciclagem
14. Alguns produtos feitos com material reciclado
15. Frases para refletir
1. Muita gente sobrevive do lixo
Veja alguns trechos de reportagens sobre pessoas que tiram seu sustento e até mesmo alimento do lixo:
A REALIDADE
Trecho da reportagem de JOSÉ CARLOS VAZ e VERONIKA PAULICS: “Criança no lixo, nunca mais”. Reportagem publicada no sitewww.polis.org.br.
(...) “Na maioria dos municípios brasileiros há pessoas vivendo no lixo. São catadores de rua ou coletores de sucata e papelão. Também há famílias inteiras que sobrevivem nos lixões, recolhendo restos de comida e outros materiais. Mais de 100 mil pessoas, incluindo crianças e adolescentes, trabalham na catação, tendo-se, em alguns lugares, três gerações de uma mesma famíliavivendo no e do lixo. A situação destas pessoas é extremamente cruel: expostas a doenças através de vetores (moscas, ratos, baratas), mutilações e risco de vida. Elas estão privadas de educação, lazer, moradia, saúde, afeto, e convivem com a marginalidade, a prostituição e o uso indevido de drogas, sem qualquer perspectiva de um futuro digno”.
SEM ESCOLHA
Reportagem divulgada em Abril de 2004 no sitewww.curupira.org.br:
|[pic] |“Pessoas e urubus disputam restos” |
| | |
| ||
| |Em Belfort Roxo, onde deveria existir a rodovia estadual RJ-040, |
| |urubus e gente disputam os detritos espalhados por um trator, sobre|
| |asmargens de um riacho e de um mangue à beira da estrada. O mau |
| |cheiro é uma constante e a miséria é compreendida no pedido de |
| |Sebastião Mangueira, o Tião, que sobrevive dos restos produzidos, |
||aos borbotões, pela sociedade de consumo. ‘Queria provar um pedaço |
| |de panetone. Nesta época do ano vejo um monte dessas caixas, mas |
| |nenhuma delas traz um pedacinho que seja. Deve ser muito bom’, |
||sonha o trabalhador, de 63 anos. |
|www.wnet.com.br |  |

 
Tião não dispensa, porém, a leitura. Descobriu, em meio à montanha de lixo um livro de poesias da mineira Adélia Prado - O Coração Disparado– que por engano ou estranheza parou nas mãos do conterrâneo. 'Ela escreve bem demais. Se eu soubesse metade do que ela sabe, não estaria aqui, catando sucata nessa sujeira toda', lamenta.
A realidade das mais de 100 pessoas que diariamente buscam a sobrevivência - em meio a mosquitos, ratos e o risco de doenças causadas pelos detritos lançados no vazadouro de Belfort Roxo - resume-se nas...
tracking img