biologia molecular

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3262 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de maio de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
Unidade III – Sinalização Celular
Como o organismo se comunica

Objetivos Específicos:
1.
2.
3.
4.
5.

Entender como e por que as células se comunicam.
Reconhecer os principais tipos de sinalização entre células.
Conceituar ligante e receptor.
Compreender como moléculas hidrofóbicas atuam na sinalização.
Compreender como moléculas que não atravessam a membrana podem transmitirinformação para o ambiente intracelular

I. INTRODUÇÃO : SINALIZAÇÃO CELULAR - COMO AS
CÉLULAS SE COMUNICAM

Nos organismos multicelulares, é essencial que as
células
se
comuniquem,
possibilitando
ações
coordenadas. Essa comunicação se dá através de
moléculas que uma determinada célula produz e coloca
no meio extracelular para serem então percebidas pelas
outras células.
Se compararmosa comunicação entre células com a
comunicação entre as pessoas, o assunto fica mais
claro: a forma mais fácil de duas pessoas se
comunicarem é pela linguagem verbal. Alguém diz uma
frase que contém certa informação. Para que outra
pessoa receba essa informação corretamente, é preciso
primeiro que essa pessoa possa ouvir. Depois é preciso
que ela entenda o idioma usado pela pessoa que dissea frase, só a partir daí o sentido da frase passa a valer.
Entre células, “dizer uma frase” não significa emitir um
som, mas liberar no meio extracelular uma ou mais

percebeu a presença do ligante no meio de célula-alvo
(Fig.1 e 2).
Nem sempre o ligante é lançado no meio, ele pode
permanecer exposto na membrana da célula
sinalizadora, que precisa estar próxima o suficiente dacélula-alvo para que haja contato com o receptor.
Um sinal pode, portanto, alcançar apenas células
vizinhas, se ele permanece ligado à membrana da
célula sinalizadora. Mas se ele for secretado (isto é,
1

fig. 2: Esquema geral da sinalização, segundo Bruce,1997.

Fig.1. A célula sinalizadora e a célula-alvo podem, ou não,
entrar em contato.

moléculas. Para que a informação seja transmitida, épreciso que as outras células possam “ouvir”, ou seja, é
preciso que as outras células tenham receptores
capazes de perceber a presença daquela molécula no
meio extracelular. Além disso, é necessário que as
células que apresentam os receptores tenham
condições de decodificar a informação recebida, ou
seja, “entendam o idioma”. Vamos chamar a célula que
lançou a molécula de célulasinalizadora, a molécula
que leva a informação de ligante e a célula que

lançado no meio extracelular), poderá se difundir e
alcançar células próximas ou mesmo outras muito
distantes, se ele for transportado pela corrente
sanguínea.

TIPOS DE SINALIZAÇÃO
De acordo com a meia vida (veja o boxe) da molécula
sinalizadora e de quais células possuem receptores
para aquele sinal, podemos classifi car ostipos de
sinalização como:
a) Parácrina – a molécula sinalizadora tem vida curta e
os receptores estão nas células próximas (Fig.2a).
Nesse caso, a molécula sinalizadora é chamada de
mediador local.

b) Contato dependente – a molécula sinalizadora não
é secretada, ficando exposta na superfície da célula
sinalizadora, e a célula-alvo precisa fazer contato para
que o receptor possa seligar (Fig.2a).

e) Sináptica - é um caso especial de
sinalização entre células que poderia ser
classificado como parácrino ou endócrino. Nessa
situação,
a
molécula
sinalizadora,
chamada
neurotransmissor, viaja grandes distâncias, mas não no
sangue ou no meio extracelular e sim dentro de
prolongamentos celulares dos neurônios, os axônios,
Fenda sináptica

Axônio
Mediador
fig.2d:Mostra o mediador sendo lançado na fenda sináptica e
se ligando ao receptor..

indo atingir a célula-alvo longe do corpo celular do
neurônio que emitiu o sinal, mas próximo do axônio
onde a molécula sinalizadora foi secretada (Fig.2d)
fig.2a: Representação
parácrina(Bruce).

esquemática

da

comunicação

c) Autócrina – a molécula sinalizadora tem vida curta e
o receptor está na...
tracking img