Biografia rollo may

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1419 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Rollo May
Biografia
Rollo May nasceu em vinte e um de abril de 1909 em Ada, Ohio. Sua infância foi um pouco conturbada, seus pais não tinham uma convivência harmônica por isso acabaram se divorciando. Após este acontecimento sua irmã teve um ataque psicótico. Trabalhou um curto período no Estado de Michigan, pois se envolveu com uma revista estudantil radical e foi despedido. Logo após, passoua freqüentar a Faculdade de Oberlim em Ohio onde recebeu seu diploma de bacharel. Tendo se formado, foi para a Grécia, onde por três anos, ensinou inglês na Universidade de Anatólia. Durante este período viveu também como artista itinerante e estudou durante um curto período com Alfred Adler (1890 – 1937), um psicanalista e psiquiatra austríaco que estudou o sentimento de inferioridade, epublicou livros como: O Temperamento Nervoso: estudo comparado de psicologia individual e psicoterapia (1918) e Conhecimento do Caráter Humano (1933). Ao retornar para os Estados Unidos, entrou para o Seminário da União Teológica, onde se formou em 1938, e se tornou amigo de um de seus professores, o teólogo existencialista alemão Paul Tillich (1886 – 1965). Tillich acreditava que a teologia protestantepodia incorporar uma postura crítica e os conceitos científicos do pensamento contemporâneo sem arriscar a fé cristã, para isso recorreu à psicologia aplicada e à filosofia existencialista.
Sua principal obra foi Teologia Sistemática (1963). Em 1938 May recebeu seu diploma do seminário. Quando Rollo May trabalhava em seu livro O Significado da Ansiedade, contraiu tuberculose e teve que ficardurante um ano e meio em um sanatório. Enquanto se deparava com a possibilidade da morte, preencheu seu tempo com a leitura de dois livros: O Problema da Ansiedade de Sigmund Freud (1856 –1936) e O Conceito de Angustia de Sörem Kierkegaard (1813 –1855). Em suas leituras, May percebeu que Freud e Kierkegaard divergiam em seus conceitos de angústia. O primeiro dizia que a ansiedade é o ressurgimento dalibido reprimida e o segundo que a ansiedade é a luta contra o não ser. Constatou também que o descrito por Kierkegaard se enquadrava com exatidão no que ele e seus companheiros do sanatório estavam sentindo. Apesar das diferenças notadas, Rollo May não desprezou o conceito dado por Freud. Foram suas experiências de leituras somadas com sua saúde abalada e o local onde ficou durante a sua doença,que o fez se interessar profundamente pelo existencialismo e pelo que essa corrente filosófica e psicológica estava tentando transmitir.
Saindo do sanatório, foi estudar psicanálise no Instituto White onde conheceu pessoas como Erich Fromm (1900 – 1980), um psicanalista alemão que estudou a relação entre o tipo de personalidade e os conflitos sócio-econômicos. Entre as obras de Frommdestacam-se: O Medo da Liberdade (1941), A Arte de Amar (1956) e A Crise da Psicanálise (1970). Logo após, foi para a Universidade de Colúmbia, Nova Iorque, onde em 1949 recebeu o primeiro título de PhD dado por aquela instituição em psicologia clínica. Depois de receber seu título, lecionou em várias escolas e no ano 1958 editou, juntamente com Ernest Angel e Henri Ellengeber, o livro A Existência queintroduziu a psicologia existencial nos Estados Unidos. Rollo May passou os últimos anos de sua vida em Tiburon na Califórnia até falecer em outubro de 1994.
Psicologia Existencial
A psicologia existencial surgiu de um movimento filosófico e literário pertencente ao século XIX e XX. O primeiro homem a pensar neste tema foi o filósofo Blaise Pascal, mas foi Sörem Kierkegaard, filósofo dinamarquês quese lançou contra a filosofia explanativa, quem primeiro utilizou o termo existencialismo. A palavra "existência" provém da raiz latina existere que significa surgir, salientar-se. O principal objetivo do existencialismo é observar o ser humano como uma pessoa existente no mundo e em evolução. Tendo em vista estes dois conceitos, podemos perceber com clareza o motivo pelo qual Kierkegaard nomeou...
tracking img