Biografia de wallon

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1026 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
BIOGRAFIA DE WALLON

Na França, no ano de 1879, nasce Henri Wallon. Passou toda sua vida em Paris, onde falece em 1962. Ele foi um homem que buscou integrar a atividade científica à ação social.
Foi formado em filosofia e medicina, antes mesmo de se formar em psicologia, sendo cada vez mais evidente sua proximidade com a educação. Wallon manifesta interesse pela psicologia muito cedo, porgosto e curiosidade pessoal. Aos 23 anos, forma-se em filosofia pela Escola Normal Superior e no ano seguinte, deu aulas da matéria no ensino secundário. Ele era contra os métodos autoritários utilizados para disciplinar os alunos, assim como, o patrulhamento clerical exercido sobre o ensino.
Wallon mostrava grande inclinação para o social, fator que teve origem na infância. Sua família tinhatradição universitária e republicana e ele foi criado num ambiente humanista. Viveu numa época marcada por guerras, passando pelas duas grandes guerras mundiais (1914 a 18 e 1939 a 45). Essa grande instabilidade social fez com que fosse bem claro em suas posições e afirmou a influência fundamental que o meio social exerce sobre o desenvolvimento da pessoa humana.
Wallon, vendo nos partidos de esquerda umaalternativa para o fascismo da época que avançava, aliou-se ao Partido Socialista, onde não permaneceu por muito tempo, alegando insatisfação. Segundo a segunda guerra, Wallon atuou intensamente na Resistência Francesa. Quando perseguido pela Gestapo, foi obrigado a viver na clandestinidade e a interromper suas atividades acadêmicas, entretanto, prosseguiu com suas pesquisas, chegando a publicaro livro: Do ato ao pensamento.
Wallon alia-se, por simpatia, ao Partido Comunista e se mantém até o fim da vida, Por volta de 1931, foi convidado a fazer parte do Círculo da Rússia Nova, grupo formado por intelectuais que tinham o objetivo de se aprofundar no estudo do materialismo dialético e de examinar as possibilidades oferecidas por este referencial aos vários campos da ciência, discussãoque levou a publicação dos dois volumes do livro: À luz do marxismo, prefaciados por Wallon. O interesse de Wallon era discutir o materialismo dialético como método de análise e referencial epistemológico para sua psicologia. O sentido do marxismo que Wallon se apropriou, foi com o de libertação e não num sistema de governo ou uma interpretação da História.
Faz-se necessário falarmos dasensibilidade de Wallon pelo mundo das artes, sensibilidade esta, que está presente em sua teoria. Era amigo de vários pintores, tendo em sua casa uma bela coleção de obras de arte. Para ele o artista e o cientista, tinham pontos em comum.
Quando Wallon fez seus estudos não havia um curso específico de psicologia, sendo levado à tradição médico-filosófica da psicologia francesa e em conhecer a organizaçãobiológica do homem. Ele forma-se em medicina em 1908. Trabalhou como médico em hospitais psiquiátricos, dedicando-se à crianças com deficiências neurológicas e distúrbios de comportamento. Em Paris, atende feridos de guerra, e após esse contato com lesões cerebrais de ex-combatentes, Wallon reformula alguns conceitos neurológicos que tinha desenvolvido com crianças portadoras de deficiências.
Comsua experiência clínica, obteve conhecimentos no campo da neurologia e da psicologia, que trouxe importantes contribuições na elaboração de sua teoria psicológica. Entre os anos de 1920 a 1937, Wallon foi incubido de dar conferências sobre psicologia da criança em várias instituições de ensino superior.
Wallon fundou um laboratório destinado à pesquisa e ao atendimento clínico de crianças ditas“anormais”, estando em funcionamento por 14 anos na periferia de Paris e só em 1939, instalou-se na sua sede definitiva, onde funciona até hoje.
Publica sua tese de doutorado em 1925, sob o título: A criança turbulenta, abrindo aí um caminho de grande produtividade, levando-o a publicar seus livros mais importantes, sendo o último deles-Origens do pensamento na criança, em 1945. Wallon, ainda...
tracking img