Biografia almeida garrett

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1154 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Vida de Almeida Garrett
João Batista da Silva Leitão de Almeida Garrett nasceu no Porto, em 1799, e morreu em Lisboa em 1854. Vida e obra foram profundamente marcadas pela época agitada em que decorreram, tal como a sociedade portuguesa não teria sido a mesma, sem a influência do poeta, romancista, dramaturgo, jornalista, exilado político, soldado, diplomata, militado e homem mundano AlmeidaGarrett.
Viveu parte da infância no Porto, mais concretamente em Gaia, na Quinta do Sardão, propriedade do seu avô paterno. Mais tarde, aos 10 anos, devido às invasões francesas, mudou-se com a família para os Açores, onde foi instruido pelo seu tio, que o cria levar a segiuir a doutrina eclesiastica, ou seja a entrar na Ordem de Cristo. Aos 17 anos, foi estudar direito para Coimbra, até então aúnica Universidade existente em Portugal.
A vida de Garrett foi tão apaixonante quanto a sua obra. Revolucionário nos anos entre 1820 e 1830, distinguiu-se posteriormente sobretudo como o tipo perfeito do dândi, ou janota, tornando-se árbitro de elegâncias e príncipe dos salões mundanos. Foi um homem de muitos amores, uma espécie de homem fatal. Separado da esposa, Luisa Midosi, com quem se casou,em 1822, quando esta tinha 15 anos de idade, passa a viver em mancebia com D. Adelaide Pastor até a morte desta, em 1841.
A partir de 1846, a sua musa é a viscondessa da Luz, Rosa Montufar Infante, andaluza casada, desde 1837, com o oficial do exército português Joaquim António Velez Barreiros, inspiradora dos arroubos românticos das Folhas caídas.
Garrett, desde cedo conquistado pela causaliberal, participou nos protestos, com discursos e poemas, assim pondo em prático o seu entendimento de que a arte e a literatura devem também assumir uma intervenção política.
A revolução liberal de 1820 é vivida com todo o entusiasmo pelo jovem Garrett, que se empenha ativamente na divulgação do seu ideário, defendo que todos os cidadãos nascem livres e a existência de uma Constituição.
Em 1821 orei D. João VI regressa a Portugal e, em 1822, jura a primeira constituição Portuguesa, enquanto o Brasil alcança a indepêndencia e o regente D. Pedro se faz aclamar imperador.
O exilio e a guerra
Em 1823, o golpe absolutista (vilafrancada) força Garret ao exilio, que lhe proporciona um valioso contacto com a cultura Europeia e deixou-se imbuir de toda uma uma atmosfera já plenamente romântica.Em Portugal, a morte do Rei D.João VI, em 1826, vem de novo agravar a crise política. D. Pedro IV, reconhecido sucessor do pai, outorga a Carta Constitucional e abdica em favor da filha de sete anos, D. Maria da Glória. Até que atingisse a maioridade ficaria D. Miguel como regente. Garrett, regressado a Portugal, dedica-se ao jornalismo político, mas vê-se forçado a novo exílio quando D.Miguel, em1828, restaura o absolutismo, dominando todo o país à exceção da ilha Terceira nos Açores.
Num clima de guerra, as esperanças voltam-se para D. Pedro, que abdica do trono no Brasil e consegue fundos para comprar navios de guerra, armas e recrutar soldados.
A ilha Terceira é o lugar onde se irão organizar as forças militares e é para lá que viaja Garrett, integrando o exército que, em 1832,desembarca no Mindelo e avança para o Porto. A Guerra Civil prolonga-se até 1834, ano em que D. Miguel assume definitivamente a derrota.
Após a vitória liberal
Na sequência da vitória liberal, Almeida Garrett é nomeado Encarregado de Negócios em Bruxelas, abrindo-se-lhe o rico universo da língua e literatura alemãs, que estuda aprofundadamente.
Também em 1836, a revolução de Setembro leva àformação de um novo Governo, de esquerda liberal. Após ter sido eleito deputado, cargo que tornou famoso os seus dotes de orador, encara ainda novas e importantes tarefas. Uma delas liga de forma definitiva o nome de Garrett ao ressurgimento do teatro em Portugal: encarregado por Passos Manuel, de propor um plano para a fundação e organização de um teatro Nacional, cria e dirige a Inspeção Geral...
tracking img