Biodiversidade de plantas em ilha grande, rio de janeiro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1763 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução

A Mata Atlântica é uma formação vegetal tipicamente brasileira, embora restem apenas 7% da floresta original, a biodiversidade de seu ecossistema é uma das maiores do planeta. Em extensão equivale ao território da França e da Espanha juntos.
A Ilha Grande, situada em Angra dos Reis, possui uma vegetação constituída pela Mata Atlântica, considerada um patrimônio nacional. Nelasão implementados diversos projetos de preservação.
Em 1998, foi inaugurado em Vila de Dois Rios o CEADS (Centro de Estudos e Desenvolvimento Sustentável).
O CEADS é uma extensão da UERJ e da sala de aula, seu objetivo é gerar, discutir e aplicar conhecimento para a melhoria da qualidade do meio ambiente e da vida do ser humano.
No período de 24 a 27 de novembro foi realizado, pelosalunos do curso de Ciências Biológicas da UERJ, projetos cuja finalidade foi inventariar a flora da Mata Atlântica em Ilha Grande para compreensão dos padrões das espécies em função de diferentes variáveis ambientais.


Materiais e Métodos
Foi demarcada uma parcela de 30x15m na mata alterada, trilha da Jararaca em vila de Dois Rios. Foi feito um inventário florístico da região. As árvores daparcela que tinham DAP superior a 15,7 cm foram numeradas, estimada a altura total, altura do fuste, verificado a cor do látex e coletada uma amostra de cada indivíduo. Cada exemplar foi prensado, colocados em estufa para secagem das folhas e os dados catalogados em planilha.
As amostras foram armazenadas no Herbário da UERJ, Rio de Janeiro, campus Maracanã. Posteriormente foi identificado,acrescentado a filotaxia de cada amostra na planilha com auxílio de consulta bibliográfica, sites especializados e a ajuda de um especialista em Botânica, e foram escolhidas amostras férteis para a confecção de exsicatas.



Material utilizado:

➢ Barbante
Demarcação de uma área de 30x 15(área estudada; parcela P31)
➢ Podão
Coletar os ramos dos indivíduos analisados e estimar aaltura.
➢ Trado
Coleta de amostra do tronco.
➢ Etiqueta
Identificação das árvores.
➢ Martelo e prego
Fixação da etiqueta de identificação.
➢ Planilha
Catalogo das espécies.
➢ Material para anotação
➢ Prensa
Armazenamento do material coletado.
➢ Fita crepe
Identificação dos indivíduos coletados.
➢ Alicate
Aparo dos ramos coletados.➢ Facão
Visualização do Látex.
➢ Fita Métrica
Medição do CAP e DAP.
➢ Material para exsicata: Camisa, linha, agulha, saia, cola, cartão de identificação.
➢ Estufa
Desidratação das folhas com finalidade de obter sua biomassa


Para a confecção das exsicatas:
➢ Papel pardo
Fixação da planta
➢ Linha e agulha
Para a fixação da planta no papel pardo➢ Etiqueta
Anexada à direita da planta contendo nome científico, data e local da coleta, e nome do coletor.














Resultados:
• Relação de indivíduos coletados e seu CAP:


|Data 26/11/09 Coordenada para os 4 vértices :8523°10.868' |wo 44°12.130-3 |
|Parcela: 31 ||  |  |  |
|  |  |  |  |  |
|Ind. |Família |Espécie |Autor |CAP (cm) |
|1197|Rubiaceae |Psychotria brasiliensis | |24,5 |
|1198 |Rubiaceae |Chrysophyllum flexuosum |Mart (1837) |1m, 65 |
|1199 |Rubiaceae |Hyeronina alchorneoides |Alemão (1848) |63,2 |
|1200...
tracking img