Biocombustiveis

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1177 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Biocombustíveis: Biodevastação, fome & falsos créditos de carbono
Estamos prontos?
Os biocombustíveis tornaram-se a nova moda do momento. A humanidade encontra-se à beira do colapso das reservas de petróleo e procuram desesperadamente por novos tipos de combustíveis que movimentem suas fábricas, seu geradores, seus automóveis, mas que acima de tudo, continuem a movimentar nossas vidas. Semdúvida alguma, há milhares de argumentos a favor da utilização dos biocombustíveis, que ressaltam suas vantagens e que os mostram como a melhor alternativa para nossa dependência por petróleo. Mas, por trás desses milhares de pontos a favor, que parecem transformar o biocombustível na solução para todos os nossos problemas energéticos, não haverá também riscos relacionados à introdução dessesnovos tipos de combustíveis?
Os biocombustíveis são fontes de energia renováveis produzidos a partir de produtos agrícolas como milho, soja, linhaça, pinhão-manso, mamona, cana-de-açúcar, óleo de palma, arroz e outras fontes de matéria orgânica. Como exemplos de biocombustíveis podemos citar o álcool (ou etanol), o biodiesel, o metanol, o metano e o carvão vegetal.
No Brasil, o etanol ocupa umlugar de destaque, com cerca de 43% dos veículos movidos a álcool e com um grande defensor, o Presidente Luís Inácio Lula da Silva, que alega que esse tipo de combustível reduz a emissão dos gases de efeito estufa e pode ser uma das grandes soluções para combater as mudanças climáticas que cada vez mais tomam conta do planeta. Mas esse tipo de combustível reduzirá realmente a emissão de gases nocivostanto à nossa saúde quanto à do planeta? Estudos americanos apontaram que o uso do biodiesel lá aumentou a emissão de óxidos de nitrogênio, principal componente do "smog" das grandes cidades, responsável pela baixa qualidade do ar e causador de doenças respiratórias como bronquite e asma. A emissão de óxido de nitrogênio pode aumentar até 15% com o uso do biodiesel puro (ou B100). Além disso, aqueima da palha de canaviais lançou 750 mil toneladas de poluentes na atmosfera do Estado de São Paulo só em 2006. Os usineiros poderiam evitar o fogo e usar máquinas, mas acabam optando pela queimada, método mais barato que visa o aumento da produtividade e a redução de custos de transporte; as conseqüências para o ambiente são as constantes emissões dos óxidos de nitrogênio, de dióxido de carbono(CO2), de gás ozônio e de gases de enxofre (responsáveis pelas chuvas ácidas).
Na região de Ribeirão Preto, interior de São Paulo, cujo solo é extremamente fértil, 98% da produção agrícola resumem-se ao cultivo da cana-de-açúcar. Toda essa cana é voltada para a produção de etanol, colocando fim à diversidade e dando lugar a uma monocultura que beneficia pouquíssimos fazendeiros. Além de nãogerar os empregos prometidos, e desenvolver-se à custa de subsídios federais e empréstimos do BNDES - Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, o cultivo da cana voltado à produção de biocombustível também é apontado como fonte de trabalho escravo. Além disso, vale ressaltar que a produção intensiva de um mesmo tipo de cultura por muito tempo leva a um esgotamento das capacidades do solo,o que pode ocasionar a destruição da fauna e flora natural, aumentando, portanto, o risco de erradicação de espécies e o possível aparecimento de novos parasitas.
Em algumas regiões do país, a mamona apresenta-se como uma opção à cana, mas há denúncias de que na região de Cáceres estariam sendo empregados agrotóxicos proibidos (devido sua alta toxidade) em lavouras de mamonas para produção debiodiesel. O Mato Grosso, por meio do Programa de Biocombustíveis de Mato Grosso, que conta com a parceria da Fapemat - Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso e empresas como a Ecomat e a Real Norte, aposta todas suas fichas na produção do biodiesel a partir da soja. Argumenta-se que apesar de a soja render menos que outros produtos vegetais, o custo de produção é menor, e na...
tracking img