Bill viola

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1218 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O artista.

Bill Viola é considerado um artista de grande destaque devido à utilização de som, eletrônicos e tecnologia em suas expressões artísticas, que possuem como foco as experiências humanas, como os aspectos da consciência, a morte e o nascimento. Suas produções foram essenciais para o estabelecimento do vídeo como forma vital da arte contemporânea.
Em suas diversas obras, o espectadorse envolve por completo através do som e da imagem, como pode ser observado em sua produção mais recente, “An Ocean Without a Shore”. O controle e entendimento complexo do tempo e uso do som são marcas fortes dos seus trabalhos.
O uso de pensamentos e memórias coletivas fazem seus vídeos se comunicar com um público amplo, permitindo a todos uma experiência a sua própria maneira, onde podemosdefinir e compreender melhor seus trabalhos através de apenas duas palavras-chave: condição humana.
A comparação do olho humano com a televisão, realizada pelo artista, imprime em suas imagens em movimentos profundas reflexões da natureza humana e seus conflitos existenciais. Suas instalações também instigam questões ao público. Como pode ser visto na imagem abaixo, que mostra a encenação do vídeo“Ocean Without a Shore” em uma pequena capela em Veneza, onde havia uma tela de vídeo instalada a escultura original. O efeito foi considerado incrível, tanto pelos espectadores quanto pelo artista, que curiosamente se define, no seu cartão de visita, apenas com a palavra: “vídeo”.

"Ocean Without a Shore". Instalação em Veneza, Igreja de San Gallo.

Em uma entrevista com a Rádio NacionalAustraliana – O Espírito das Coisas, Bill Viola fala sobre a instalação de “Ocean Without a Shore”:
"Tudo nesta sala agora vem de outro lugar e está apenas passando por nós neste momento e vai continuar a viver e crescer... É uma coisa profunda e muito comovente."

O estilo.

A arte de Bill Viola, abrange em grande parte a consciência e a experiência humana, o que atraiu, ao longo de suacarreira, significado e inspiração de seu profundo interesse em tradições místicas.
O dualismo também é um tema constantemente explorado por Viola, através da ideia de que você não pode entender o que você está olhando, se você não sabe o seu oposto. Exemplo disso são os diversos temas de seus trabalhos que abordam “os opostos”: a vida e a morte; a luz e a escuridão, e assim por diante.
Os trabalhosdo artista podem ser divididos em três tipos, que são: visual, conceitual e a combinação de ambos. É possível observar claramente o belo e inesquecível trabalho conceitual realizado por Viola e também a grande qualidade visual, que atingem o público em suas instalações. Como em sua obra “An Ocean Without a Shore”, em que os receptores são atingidos pelo detalhado trabalho visual da obra, e tambémpelo trabalho conceitual que ela traz, apresentado pela série de encontros na intersecção entre a vida e a morte, em que o vídeo documenta a sucessão de indivíduos que lentamente se aproximam da luz, vindos das trevas.

Expressão dos personagens, vindos das trevas, se aproximando da luz. "An Ocean Without a Shore"

A grande qualidade pictórica dos vídeos incentiva o espectador afundar-se naimagem e conectar-se com os significados por trás das gravações, trazendo seu trabalho para dentro do contexto da arte contemporânea.
Desde sempre, Viola mostrou sua obsessão em captar a essência da emoção através das lentes das câmeras, o que em muitos anos acarretou em diversas críticas de intelectuais e estudiosos.

A obra.

“An Ocean Without a Shore” (2007) de Bill Viola, é uma obra, queao mesmo tempo em que constrói uma narrativa, baseada no poema do poeta senegalês, Birago Diop, é um vídeo-instalação. Essa duplicidade que a obra traz, é considerada uma diferença narrativa quando a comparamos a outros feitos a partir de uma sensibilidade cinematográfica.
A presença que a vídeo-instalação traz se distingue dos demais suportes, como por exemplo, o cinema, que propõe um tipo...
tracking img