Bico de bunsen

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1123 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
CENTRO UNIVERSITÁRIO DO LESTE DE MINAS GERAIS – UNILESTE – MG

Disciplina; Química Laboratório Prof; Waleska

Nome; Wilhansmar Gonçalves dos Reis Turno; Noturno

Nome; Fernando José Alves

Experiência N° 02 ; BICO DE BUNSEN

OBJETIVOS.

Aprender a utilizar o bico de Bunsen e aprender técnicas de aquecimento em laboratório.

Descrição TeóricaBICO DE BUNSEN;

O bico de Bunsen foi inventado por Robert Wilhelm Bunsen em 1965. É utilizado em laboratório com a finalidade de produzir calor através da combustão. Para que ocorra a combustão é necessária a reação entre o combustível e o comburente.

O combustível usado no laboratório é o gás comum de rua ou G.L.P (propano, C3H8 e butano, C4H10) e o comburente o oxigênio do aratmosférico. Desta reação temos como produtos o gás carbônico (CO2), o monóxido de carbono (CO), vapor d’água e calor.

Quando as quantidades dos componentes da combustão é estequiométrica, isto é, não existe excesso de nenhum deles, obtém-se a maior quantidade de calor da reação. Qualquer componente da reação sem reagir, rouba o calor da reação, abaixando o podercalorífico da chama.

O bico de bunsen é constituído de: base (local por onde entra o combustível); anel (controla a entrada de ar – comburente) e corpo (onde ocorre a mistura dos componentes da combustão).
Como vemos na figura ao lado, com o anel de ar primário parcialmente fechado, distinguimos três zonas da chama:
a) ZonaExterna: Violeta pálida, quase invisível, onde os gases francamente expostos ao ar sofrem combustão completa, resultando CO2 e H2O. Esta zona é chamada de zona oxidante.
b) Zona Intermediária: Luminosa, caracterizada por combustão incompleta, por deficiência do suprimento de O2.

O carbono forma CO o qual se decompõem pelo calor, resultando diminutaspartículas de C que, incandescentes dão luminosidade à chama. Esta zona é chamada de zona redutora.
c) Zona Interna: Limitada por uma “casca” azulada, contendo os gases que ainda não sofreram combustão.

Dependendo do ponto da chama a temperatura varia, podendo atingir 1560 ºC.

Abrindo-se o registro de ar, dá-se entrada de suficiente quantidade de O2 (do ar), dando-se na regiãointermediária combustão mais acentuada dos gases, formando, além do CO, uma maior quantidade de CO2 e H2O, tornando assim a chama quase invisível.

• Os procedimentos básicos, na operação correta do bico de Bunsen são:

1 – Fechar o anel de entrada do ar primário (combustão incompleta).

2 – Abrir moderadamente a válvula do gás.

3 – Acender a chama.

4 – Abrir o anel de ar primário e ajuste acor da chama regulando a entrada de ar (uma chama azul tendo um cone interno é a mais adequada).

5 – Fechar a entrada de ar primário.

6 – Fechar a válvula do gás.

PROCEDIMENTO EXPERIMENTAL

1- Uso do bico de bunsen.

Foi fechado o anel de entrada do ar primário, foi aberta moderadamente a válvula de gás. Ao aproximar a fonte de ignição houve a combustão incompleta. Em seguidaajustou-se a cor da chama regulando a entrada de ar.

Com auxílio de uma pinça de madeira aproximou-se um fio de cobre na chama.

2- Aquecimento do líquido no béquer.

Foram colocados 150 ml de água destilada em um béquer de 250 ml. Adicionou-se 10 pérolas de vidro e em seguida foi colocado o béquer sobre uma tela de amianto, suportada por um tripé.

Aqueceu-se o béquer com a chama forte deum bico de gás. Em seguida aguardou-se a ebulição da água.

Com auxílio de um termômetro coletou-se corretamente o ponto de ebulição.

3- Aquecimento do líquido no tubo de ensaio.

Foi colocado cerca de 4 ml de água em um tubo de ensaio.

Em seguida com auxilio de uma pinça de madeira aqueceu-se a água na chama média do Bico de Bunsen, com o tubo voltado para uma área onde não...
tracking img