Bento de spinoza

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1194 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Baruch de Spinoza
Bento de Espinoza (também Benedito Espinoza; e em hebraico: Baruch de Spinoza) foi um dos grandes racionalistas do século XVII dentro da chamada Filosofia Moderna, juntamente com René Descartes e Gottfried Leibniz. Nasceu em 24 de Novembro de 1632 em Amsterdã nos países baixos e no seio da família judaica, de portugueses foragidos da perseguição pela Inquisição.Foi profundo estudioso da Bíblia, do Talmude e de obras de judeus. Também se dedicou ao estudo de Sócrates, Platão, Aristóteles, Demócrito, Epicuro, Lucrécio e também de Giordano Bruno eganhou fama pelas suas posições do panteísmo (Deus, natureza naturante) e do monismo neutro, e ainda devido ao fato da sua ética ter sido escrita sob a forma de postulado e definições, como se fosse um tratado degeometria.
-Traços físicos
Conforme Colerus que o conheceu em Rhynsburg, Spinoza "era de mediana estatura, feições regulares, pele morena, cabelos pretos e crespos, sobrancelhas negras e bastas, denunciando claramente a descendência de judeus. No trajar ele era muito descuidado, a ponto de quase se confundir com os cidadãos da mais baixa classe".
-Excomunhão
No verão de 1656, foiexcomungado na Sinagoga Portuguesa de Amesterdã pelos seus postulados a respeito de Deus em sua obra, defendendo que Deus é o mecanismo imanente da natureza e do universo, e a Bíblia uma obra metafórico-alegórica que não pede leitura racional e que não exprime a verdade sobre Deus.
Embora os pensamentos de Spinoza e da Costa não fossem totalmente estranhos ao judaísmo, vinham contra ospilares da crença cristã.
-Pós excomunhão
Após a sua excomunhão adotou o primeiro nome Benedictus ("Bendito", a tradução do seu nome original - Baruch - para o latim). Para sua subsistência chegou a trabalhar com polimento de lentes, durante os períodos em que viveu em casas de famílias em Outerdek (próximo a Amsterdã) e em Rhynsburg. Nesta última localidade escreveu suas principais obras.Uma vez que as reações públicas ao seu Tratado Teológico-Político não lhe eram favoráveis, absteve-se de publicar seus trabalhos. A Ética foi publicada após sua morte, na Opera Póstuma editada por seus amigos.
-A Concepção de Deus e a liberdade da substância na filosofia de Spinoza
Deus para Spinoza é o único motivo da existência de todas as coisas. Deus é a substância única e nenhuma outrarealidade existe fora de Deus. Ele é a fonte única e Dele surgem todos os outros elementos. Deus existe em si e foi gerado por si, para existir ele não necessita de nenhuma outra realidade. A essência de Deus pressupõe a sua existência. A substância divina é infinita e não é limitada por nenhuma outra, ela é a causa de todas as coisas existentes, que por consequência são manifestações de Deus.
Umdos propósitos de sua filosofia é esclarecer a identidade existente entre nossa mente e o conjunto de todas as coisas da natureza. Para ele essa identidade somente vai acontecer quando
conhecermos a nós mesmos e conhecermos também a natureza.
O filósofo estudou o homem e sua condição política, religiosa e moral. Para ele o ser humano é desprovido de vontade, como tudo procede de Deus, tudotambém é determinado por Ele. Nós nos julgamos livres porque temos consciência da nossa vontade e achamos que é ela que nos guia, mas quem determina essa vontade é Deus.










Spinoza defendeu que Deus e Natureza eram dois nomes para a mesma realidade, a saber, a única substância em que consiste o universo e do qual todas as entidades menores constituem modalidades ou modificações.Ele afirmou que Deus sive Natura ("Deus ou Natureza" em latim) era um ser de infinitos atributos, entre os quais a extensão (sob o conceito atual de matéria) e o pensamento eram apenas dois conhecidos por nós.
A sua visão da natureza da realidade, então, fez tratar os mundos físicos e mentais como dois mundos diferentes ou submundos paralelos que nem se sobrepõem nem interagem mas coexistem em...
tracking img