Benchmarking

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1216 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

As transformações verificadas no Mundo por via da Globalização têm fortes reflexos no Mundo do Trabalho. Há uma reestruturação das nossas formas de viver, que facilita a vida para uns e dificulta para outros. Surge um novo tipo de empresa e um novo tipo de trabalhador.
A maior pressão dentro das organizações está relacionada com o impacto do desenvolvimentotecnológico e das continuas inovações, no sentido de proporcionar a maior produtividade e qualidade no trabalho, o que resulta no alto índice de desemprego que existe, e no surgimento do trabalho precário, em que pessoas trabalham sem a menor dignidade, perdem os direitos previstos na legislação, o que resulta em um custo bem menor para as empresas.
Pode-se dizer que a crise de emprego em que vivemoshoje é conseqüência da globalização, que trouxe às empresas a automação, ocasionando a substituição de Homens por máquinas.
No entanto, as empresas passam a procurar por trabalhados de “conhecimento”, pessoas capacitadas, criativas e inovadoras, com diferenciais competitivos, que dão o melhor de si à organização, conforme poderemos observar no presente trabalho desenvolvido.
Porisso ouvimos dizer que estamos na Era do Conhecimento.

MUDANÇAS NO MUNDO DO TRABALHO

A globalização é um dos processos de aprofundamento da integração econômica, social, cultural, política, com o barateamento dos meios de transporte e comunicação dos países do mundo no final do século XX e início do século XXI. É um fenômeno gerado pela necessidade da dinâmica do capitalismo deformar uma aldeia global que permita maiores mercados para os países centrais (ditos desenvolvidos) cujos mercados internos já estão saturados. O processo de Globalização diz respeito à forma como os países interagem e aproximam pessoas, ou seja, interliga o mundo, levando em consideração aspectos econômicos, sociais, culturais e políticos. Com isso, gerando a fase da expansão capitalista, onde épossível realizar transações financeiras, expandir seu negócio até então restrito ao seu mercado de atuação para mercados distantes e emergentes, sem necessariamente um investimento alto de capital financeiro, pois a comunicação no mundo globalizado permite tal expansão, porém, obtêm-se como conseqüência o aumento acirrado da concorrência.
O processo de globalização trouxe e continuatrazendo profundas transformações para o Mundo, entre elas a mudança no mundo do Trabalho.
Estas mudanças são de padrão tecnológico, de padrão organizacional com seqüelas profundas na compreensão ética e na conseqüente legislação civil. As mudanças de padrão tecnológico provocam alterações significativas no processo produtivo. Com a introdução das novas Tecnologias de Informação houve umaumento significativo da produtividade, na agilidade de alteração do mix de produtos e na capacidade de alta flexibilidade para responder as demandas do mercado. Quanto às mudanças de padrão organizacional, que é a forma de organizar a gestão de trabalho na empresa, podemos dizer que o novo modelo de gestão do trabalho é inspirado no modelo Toyotista, onde a produção é Flexível e sem estoques. Aorganização do trabalho é dirigida pelo princípio Just in Time.
Em se tratando de mercado de trabalho, é possível afirmar que, nos dias de hoje apresenta tendências na classe trabalhadora polarizada, onde pequena parcela possui trabalho estável e a grande maioria, trabalhos precários. Ocorre assim, uma redução da demanda de trabalhadores e expulsão da mão-de-obra do mercado de trabalho.DESEMPREGO E TRABALHO INFORMAL

Um dos fatores mais evidentes das mudanças no mundo do trabalho é o crescente desemprego, pois, a mão-de-obra é substituída pela automação em vários setores, o que acarreta na maior agilidade no processo produtivo e produto de maior qualidade. Como exemplo, podemos citar os caixas de Bancos que são substituídos por caixas automáticos e fábricas...
tracking img