Behaviorismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2628 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INES - DEPARTAMENTO DE ENSINO SUPERIOR
CURSO BILINGUE DE PEDAGOGIA - 2° PERÍODO
CONSTRUÇÕES COGNITIVAS - PROFESSORA: Aline Lima da Silveira Lage

UNIDADE I - A psicologia como campo de conhecimento e as concepções de desenvolvimento humano e da aprendizagem nos sistemas psicológicos. I.2. Concepções de desenvolvimento humano e da aprendizagem: inatismo, ambientalismo, interacionismo esócio-interacionismo.

A Concepção Interacionista


Resumo:
As teorias de influência Interacionista discordam do Inatismo porque esses desprezam o papel do ambiente; discordam dos ambientalistas porque esses ignoram os fatores maturacionais (ligados às mudanças internas dos sujeitos).
O organismo e o ambiente exercem função recíproca; um influencia o outro e essa interação provocariamudanças no indivíduo. A criança conhece o mundo na interação com esse mesmo mundo físico e social. Um processo que acontece por toda a vida.
Para os psicólogos interacionistas as crianças (as pessoas) procuram sempre compreender aquilo que vivenciam e explicar aquilo que para eles é estranho construindo hipóteses que pareçam razoáveis (possíveis).
Concepções teóricas ligadas aoInteracionismo (não harmônicas entre si):


- Jean Piaget (1896 a 1980): teoria fundamentada em estudos no campo da Biologia e da Filosofia;
- Lev Vygotsky (1896 a 1934): concepções teóricas com referência no campo da Psiconeurologia, da lógica dialética de orientação marxista e da Arte.




Antes de abordarmos a concepção Interacionista convém retomar os limites relativos ao Inatismo eao Ambientalismo.
Aos pensadores do Inatismo poderíamos perguntar:
Se os princípios e as ideias da razão são inatos, e por isso universais e necessários, como explicar que possam mudar? Descartes, por exemplo, considerava que a natureza era uma realidade mecânica. Considerava também que as leis mecânicas ou leis do movimento elaboradas por sua filosofia ou por sua física eram ideiasracionais deduzidas de ideias inatas simples e verdadeiras. Quando comparamos a física de Descartes com a de Galileu, elaborada na mesma época, verificamos que a física galileana é oposta à cartesiana e é a que foi provada e demonstrada verdadeira. A física de Descartes foi considerada falsa. Como poderia isso acontecer, se as ideias da física cartesiana eram ideias inatas? (Host, 2008)
Quanto aospensadores do Ambientalismo poderíamos dizer:
A teoria empirista também possui limitações. As ciências nessa concepção não possuem verdade alguma, não explicam realidade alguma, não alcançam os objetos, não possuem nenhuma objetividade, pois as ciências são apenas hábitos psicológicos pela associação de percepções e ideias. O ideal racional da objetividade científica afirma que uma verdade éuma verdade porque corresponde à realidade das coisas e não depende de nossos gostos, nossas opiniões, nossas preferências, nossos preconceitos, nossas fantasias, nossos costumes e hábitos. Em outras palavras, a ciência não é subjetiva, não depende de nossa vida pessoal e psicológica.
Com alguma segurança podemos afirmar que Piaget foi o autor que elaborou críticas e apontou o limite dessasconcepções, especialmente quando tentavam explicar o processo de produção de conhecimentos.

Interacionismo de Piaget





Processo de aprendizagem









O professor deve conhecer a qualidade do pensamento da criança para planejar o ensino.



A partir da década de 1930 as ideias de Jean Piaget foram difundidas no Brasil. Naquela época o movimento da EscolaNova defendia a importância de conhecer a criança para organizar o processo pedagógico. As preocupações principais de Piaget não eram as questões educacionais, mas as questões epistemológicas. Realizou uma série de pesquisas visando a descrever e compreender: como o ser humano constrói o conhecimento, ou seja, passa de um estado de menor conhecimento (na infância) para outro de maior conhecimento...
tracking img