Barroco

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1153 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Barroco

Introdução
O movimento surgiu como uma forma de reagir às tendências humanistas, tentando reencontrar a tradição cristã.
Em Portugal, o Barroco ou Seiscentismo (chamado assim por ser a estética dominante nos anos de 1600 – século XVII) tem início em 1580 com a unificação da Península Ibérica, acarretando assim forte influência espanhola em todas as atividades; daí o nome EscolaEspanhola, também dado ao Barroco lusitano.
No Brasil, o Barroco tem seu marco inicial em 1601 com a publicação do poema épico Prosopopeia, de Bento Teixeira, que introduz o modelo da poesia camoniana na literatura. Estende-se por todo século XVII e início do século XVIII. O final do Barroco brasileiro só se concretizará em 1789 com a fundação da Arcádia Ultramarina e com a publicação do livroObras, de Claudio Manuel da Costa. A partir de 1724, com a fundação da Academia Brasílica dos Esquecidos, o movimento academista cresce, fazendo com que os valores defendidos pelo Barroco decaiam e haja a ascensão do movimento.

Contexto Histórico
É caracterizada pela existência de conflitos de ordem política, econômica, social e, principalmente, religiosa.
Fatos importantes do período:
-Aumento da influência da burguesia devido ao desenvolvimento mercantilista.
- Término do ciclo das grandes navegações.
- Reforma Protestante, liderada por Calvino e Lutero.
- Divisão da Igreja que organizou um movimento chamado Contrarreforma, centralizado em Portugal e na Espanha.
- Fatos históricos: Primeira invasão holandesa, ocorrida na Bahia em 1624 e a Segunda em Pernambuco em 1630 até 1654(regiões de concentração de produção açucareira).

Características
Literatura:
O homem do Seiscentismo (os anos 1600) vive um estado de tensão e desequilíbrio no qual houve um exagero na forma, sobrecarregando a poesia de figuras, como: metáfora, antítese, hipérbole e alegoria.
Conhecimento da realidade através dos sentidos
* Uso frequente das palavras que designam cores, perfumes esensações táteis. Essas palavras organizam-se para refletir a desarmonia do mundo barroco.
Figuras de linguagem.

* Metáfora – Recurso que procura traduzir, através dos sentidos, a emoção na percepção da realidade. Através dela, o poeta revela semelhanças profundas que descobre na realidade.
* Paradoxo – Corresponde a união de duas idéias contrárias num único pensamento.
* Hipérbole –que traduz a grandiosidade.
* Prosopopeia – personificação de seres inanimados, para dinamizar a realidade.
* Presença de grande número de palavras semelhantes quanto a sonoridade e a grafia
Símbolos que traduzem a efemeridade, a instabilidade das coisas
* A utilização de palavras como: fumaça, vento, neve, chama, água, espuma, etc., decorre da concepção de mundo, que é visto comouma metamorfose contínua, ao contrário do imutável e estático mundo renascentista.
Utilização de muitas frases interrogativas
* Reflete a incerteza do homem barroco.
Emprego frequente da ordem inversa
* Além de tornar a frase mais suntuosa, a ordem inversa traduz as oscilações do raciocínio barroco na tentativa de conciliar elementos opostos.

Tipos de poesia
Cultismo – caracterizadopela linguagem rebuscada, culta, extravagante; pela valorização do pormenor mediante jogos de palavras, com visível influência do poeta espanhol Luís de Gôngora.
Conceptismo – é marcado pelo jogo de ideias, de conceitos, seguindo um raciocínio lógico, racionalista, que utiliza uma retórica aprimorada. Um dos principais cultores do conceptismo foi o espanhol Quevedo.

Principais temas barrocosa) o sobrenatural; b) a morte, expressão máxima da efemeridade das coisas;
c) fugacidade da vida e das coisas; d) castigo;
e) heroísmo; f) o tempo, visto como agente da morte e da dissolução das coisas;
g) erostismo; h) misticismo;
i) cenas trágicas;...
tracking img