Banner

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (551 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE DE TECNOLOGIA DO PIAUÍ
GRADUAÇÃO EM DIREITO
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
UsucapiãoFamiliar: O ressurgimento da discussão da culpa no termino do relacionamento .
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Orientando: *Emmanda Cristina O. Lopes - *emmanda_cristina@hotmail.com
Rafael do Nascimento Sousa –ranasso84@hotmail.com
Raimundo Nonato K. F. Pessoa – cadoca33’@hotmail.com
Thiago Rocha Gomes -trg3_1@hotmail.com
Orientador: Prof. Irani Albuquerque Brito - ia.brito@hotmail.com
Bacharelando em Direito pela FATEPI--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
OBJETIVO: Expor relevância do tema dentro do contexto social enfatizando a aquisição da propriedade imóvel na atmosfera conjugal brasileira.
DISCUSSÃO: Opresente trabalho vem para elucidar questões supervenientes ao tema que, com o advento da lei de n° 1.424/11, foi introduzido no código civil por meio do artigo 1.240-A como uma nova modalidade deusucapião sendo esta a Familiar ou pró-família, trazendo consigo questionamentos voltados à usucapião por abandono do lar, impondo assim, uma possível discussão acerca da culpa para indicação de direitopatrimonial com o fim do relacionamento. Na presente redação do novo artigo no código civil a principal polêmica é a expressão “abandono do lar” estampada no caput do referido texto. Diante de taldebate doutrinário surgiram duas correntes, uma que crê no retrocesso revivendo a culpa no direito de família, o que afronta o principio constitucional a vedação ao retrocesso concomitante ao principio aliberdade e ao direito a intimidade como também estaria em desarmonia com o texto constitucional alterado pela EC 66/10 que para muitos doutrinadores extingui tal questionamento relacionado a culpa,...
tracking img