Bandeirantes espirituais do brasil: um estudo introdutório segundo a ótica da história da ciência

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 28 (6927 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Bandeirantes Espirituais do Brasil: Um Estudo Introdutório
segundo a Ótica da História da Ciência

GOLDFARB, J.L.* ; FERRAZ, MARCIA H.M.*
*Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - Brasil
jlgoldfarb@pucsp.br;mferraz@pucsp.br

1. O papel dos judeus na ciência portuguesa e brasileira
O ano de 1492 marca a expulsão dos judeus da Espanha. A partir de então, segue-se um movimentoque acabará por envolver também Portugal, ainda que um pouco mais tarde, visando eliminar os seguidores da fé mosaica de seu Reino. Isso se dá em 1497, como parte da negociação entre as duas coroas para o casamento de D. Manuel de Portugal com Dona Isabel da Espanha. Assim, duas opções se apresentavam aos não cristãos: aceitar o batismo ou deixar o Reino.
Um dos efeitos da saída de um certonúmero de pessoas se faria sentir logo em seguida: entre os judeus que deixaram Portugal estava justamente um grupo importante de impressores. Aliás, há indicações de que os primeiros tipógrafos eram de origem judaica; estabelecendo-se em Faro, fizeram publicar, em 1487 um Pentateuco Hebraico. O trabalho desses primeiros tipógrafos judeus é seguido por outros de mesma origem e apenas alguns anosmais tarde se vê cristãos estabelecendo impressoras em Portugal. A expulsão dos judeus é acompanhada de outras medidas que visavam evitar o cripto-judaísmo; assim, foram proibidos quase todos os livros em hebraico, sendo poupados somente os que tratavam de medicina e de cirurgia. Os homens comuns não devem ter sentido muito, pois, de qualquer forma, a pequena parcela fora do clero que eraalfabetizada lia quase que apenas em português e a censura vai impor - ao ser criada poucas década mais tarde - um diminuto número de livros cuja posse e leitura eram permitidas. Entre os livros proibidos, encontrava-se mesmo a Bíblia traduzida do latim para o vernáculo, pois sua leitura poderia levar a uma interpretação dos ensinamentos religiosos em desacordo com a Igreja.
Aceitar o batismo -sinceramente ou como uma forma de permanecer no Reino - não colocava, entretanto, um fim nos problemas que os herdeiros do judaísmo enfrentavam em Portugal: criou-se a distinção entre cristãos-velhos e cristãos-novos. Esta separação facilitava a vista das autoridades (notadamente após o estabelecimento da Inquisição em terras portuguesas em 1536) sobre as atividades dos cristãos-novos, alvos frequentes dedenúncias, por supostas práticas judaizantes. Não pretendemos entrar em detalhes sobre estas questões - que não são objeto deste estudo e, ademais, foram focalizadas em muitos trabalhos publicados - mas, apenas lembrar que ao chamado cristão-novo, por ser-lhe praticamente impossível obter o atestado de "limpeza de sangue", era dificultado, de inúmeras maneiras exercer, em Portugal, uma das carreirastradicionais, como às ligadas ao direito ou à medicina. Era vedada, ainda, quase sempre, a nomeação para cargos no governo. Apenas uma lei de 1768, renovada em 1773 - cuja promulgação teve a influência decisiva do Marquês de Pombal - proíbe aplicar a diferenciação entre cristão novos e velhos, instituindo pesadas sanções a todos que o fizessem.
Frente a tantas dificuldades e temendo asperseguições frequentes, muitos cristãos-novos deixaram Portugal nos séculos seguintes. Entre os destinos principais estava a Inglaterra e justamente, o que viria a ser a Holanda, onde muitos deles passaram a observar abertamente as leis judaicas. Desta última região veremos partir, cerca da metade do século XVII, alguns milhares de judeus para as terras do nordeste brasileiro onde vão encontrar seusirmãos de sangue, uma boa parte ainda como cristãos-novos. Interessante notar que, mesmo tendo passado a maior parte de suas vida fora de Portugal, a história os registra como "judeus portugueses". De fato, sempre que se quer elaborar uma lista de pensadores que se destacaram por seus trabalhos em várias áreas do conhecimento, mas, em especial nas ciências, não podem faltar nomes de cristãos-novos...
tracking img