Bacias sedimentares

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 25 (6117 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
I INTRODUÇÃO
As bacias sedimentares são depressões da superfície terrestre formadas por abatimentos da litosfera, nas quais se depositam, ou depositaram sedimentos e, em alguns casos materiais vulcânicos.
Estas podem ser de vários tipos, de acordo com as causas da sua formação e destacam-se as frontais, que se localizam à frente de uma cadeia montanhosa ou de um arco de ilhas vulcânicas, quesão o resultado da convergência de placas que obriga à flexão e afundamento da litosfera; as de retroarco localizam-se entre o arco de ilhas vulcânicas e o continente, pois resultam da formação de cadeias montanhosas; as de estiramento resultam da distensão da litosfera devido à atuação de forças tectônicas distensivas e um exemplo destas são os riftes; por último, existem as bacias sedimentares queresultam do arrefecimento da litosfera, pois este provoca um aumento da densidade das rochas e a sua subsidência.
O registro sedimentar dessas áreas é geralmente composto por um espesso pacote sedimentar no seu interior, o qual diminui de espessura ao se aproximar das bordas da bacia e apresentam camadas de rochas que mergulham da periferia para o centro.
As bacias sedimentares preservam umregistro detalhado do ambiente e dos processos tectônicos que deram forma à superfície da Terra através do tempo geológico. Também servem como importante repositório de recursos naturais, tais como água subterrânea, petróleo e recursos minerais diversos.
A área de bacias sedimentares no Brasil totaliza 6.436.200 km², dos quais 4.898.050 (76%) km² estão em terra e 1.538.150 (24%) km² em plataformacontinental. Da área de bacias sedimentares em terra, 4.513.450 km² (70%) são interiores e 384 600 km² estão na costa. Da área de bacias situadas no mar, há 776.460 km² com menos de 400m de lâmina d'água e 761.690 km², mais de 400m de lâmina d'água.
As bacias sedimentares do Brasil datam do Paleozóico, do Mesozóico e do Cenozóico As maiores são a Amazônica, a do Parnaíba – também chamada doMeio-Norte -, a do Paraná ou Paranaica e a Central. As de menor extensão são a do Recôncavo, Tucano (produtoras de petróleo), do Pantanal Mato-Grossense, do São Francisco ou Sanfranciscana, e a Litorânea.
As bacias do Pantanal Mato-Grossense, Litorânea, bem como alguns trechos que margeiam os rios da bacia hidrográfica Amazônica, foram formadas no Cenozóico. São do Mesozóico as bacias sedimentaresParanaica, Sanfranciscana e a do Meio-Norte, sendo que a formação da Paranaica e da Sanfranciscana, as mais antigas, já se inicia no Paleozóico.
Atualmente, nove das bacias sedimentares brasileiras (Campos, Espírito Santo, Tucano, Recôncavo, Santos, Sergipe-Alagoas, Potiguar, Ceará e Solimões), totalizando 1.645.330 km² (25,6% da área total), são produtoras de petróleo.
Este trabalho tem comobjetivo abordar sobre a Bacia Sergipe–Alagoas que situa-se na margem continental nordeste do Brasil. Em sua porção terrestre abrange uma área de aproximadamente 13.000 km² e sua porção submersa uma área de cerca de 40.000 km², até a cota batimétrica de 2.000 m, apresenta um mapa regional simplificado com as principais feições tectônicas da região entre as bacias Sergipe–Alagoas e Camamu, mostrandotambém as principais anomalias magnéticas. A bacia é representada por um rifte assimétrico, alongado na direção NNE/SSW e limitado a norte com a Bacia Pernambuco–Paraíba, pelo Alto de Maragoji, e a sul com a Bacia do Jacuípe, pelo sistema de falhas de Vaza-Barris. Dividem-se em duas sub-Bacias, Alagoas e Sergipe, separadas pelo alto de Jaboatã–Penedo, nas imediações do Rio São Francisco.
Das baciasda margem continental brasileira, esta bacia é a que apresenta a mais completa sucessão estratigráfica, sendo reconhecidas quatro megasseqüências (pré-rifte, sinrifte, transicional e pós-rifte) com diferentes fases de desenvolvimento tectono-sedimentar. A megasseqüência pré-rifte (Paleozóico e Mesozóico), inclui rochas cambrianas (Formação Estância), depósitos glaciais do Carbonífero (Formação...
tracking img