Bachelar

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1823 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
As Contribuições da Epistemologia segundo Bachelard



Resumo:

Este artigo trata da epistemologia histórica do francês Gaston Bachelar. Filósofo de grande influência no mundo contemporâneo, suas obras apresentam duas vertentes: uma científica e outra poética. Neste trabalho abordaremos apenas sua contribuição a primeira vertente, nela poderemos perceber que sua obraepistemológica está marcada por uma reflexão sobre as filosofias implícitas nas práticas efetivas dos cientistas, considerando que o filósofo deve ser contemporâneo a ciência de sua época.


Palavras-chave: Epistemologia – Epistemologia Bachelardiana – Gaston Bachelard

Introdução

O termo epistemologia provém do grego episteme que significa ciência e logos, quesignifica teoria. “[...] o conceito de epistemologia serve para designar, seja na teoria geral do conhecimento, seja em estudos mais restritos concernentes à gênese e a estruturação das ciências” (JAPIASSU E MARCONDES, 1991,p.83). No primeiro caso, terá natureza filosófica, no segundo estará mais afeita às ciências.
Para Bachelard a epistemologia está ligada a filosofia das ciências que trata darelação do sujeito cognocente e o objeto conhecido. Para ele não é contemplando, mas construindo, criando, produzindo, retificando que o espírito chega à verdade. É por retificações continuas, por críticas, por polêmicas, que a razão descobre e faz a verdade.
Em sua epistemologia Bachelard ultrapassa o neopositivismo do Círculo de Viena e propõe um não-positivismo. Considerado pai da epistemologiacontemporânea, crítica a epistemologia tradicional, em sua teoria desenvolve instrumentos teóricos que chama de psicanálise do conhecimento objetivo, racionalismo aplicado e materialismo técnico. Os fundamentos à sua epistemologia tornam-se compreensível a partir do entendimento dos conceitos de ruptura, corte epistemológico, vigilância, obstáculos, problemática e recorrência epistemológica.
Umdos marcos da teoria bachelardiana está na ruptura com o senso comum, havendo assim com o novo espírito científico a superação do empirismo através do racionalismo. O novo racionalismo admite o diálogo com a experiência. Segundo Bachelard, o método científico é mediado pela razão, onde o vetor epistemológico se desloca do racional para o real.

O espírito científico é essencialmente umaretificação do saber, um alargamento dos quadros do conhecimento. Julga o seu passado condenando-o. A sua estrutura é a consciência dos seus erros históricos. Cientificamente, pensa-se o verdadeiro como retificação histórica de um longo erro, pensa-se a experiência como retificação da ilusão comum e primeira (BACHELARD, 1996; p.120).


Vida e Obra

Bachelard nasceu no dia 27de junho de 1884, no Vilarejo de Bar-sur-Aube, na região de Champgne, França, oriundo de família humilde, sempre trabalhou enquanto estudava. Trabalhou nos correios de Remiremont até o ano de 1906. Em 1907 transfere-se para Paris, em 1917 licencia em matemática. No entanto a guerra impede de continuar seus estudos, pois foi convocado em 1914 para se apresentar ao exército, retornando só em 1918.No ano de 1920 obtém sua segunda licenciatura em letras, além de também aprofundar seus estudos em filosofia. Em Bar-sur-Aube foi professor durante 16 anos, lecionando diferentes disciplinas, incluindo ciências. Doutorou-se em 1927, na Sorbonne com a tese “Ensaio sobre o conhecimento aproximado e estudo sobre a evolução de um problema da física, a propagação técnica dos sólidos”.
Bachelard em1930 inicia sua carreira de professor universitário, na Universidade de Dijon e posteriormente na Sorbonne em Paris. Em 1955 entra para a Academia das Ciências morais e Políticas na França, onde recebe o Grande Prêmio Nacional das Letras, no ano de 1961. Em 1962 no dia 16 de outubro morreu em Paris, deixando uma obra de grande relevância para a compreensão dos problemas contemporâneos....
tracking img