Automedicação

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4884 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE BANDEIRANTE DE SÃO PAULO - UNIBAN

TEREZINHA SELOÍ MORESCO

















AUTOMEDICAÇÃO:


CONCEITOS E POLÊMICAS

























SÃO BERNARDO DO CAMPO
2010
TEREZINHA SELOÍ MORESCO
CURSO DE FARMÁCIA E BIOQUÍMICA















AUTOMEDICAÇÃO:


CONCEITOS E POLÊMICASTrabalho de Conclusão de Curso apresentado à Universidade Bandeirante de São Paulo, como exigência do Curso de Farmácia e Bioquímica.
Orientadora: Profª. MSc. Vanessa Cristina Rescia.










SÃO BERNARDO DO CAMPO
2010Dedico este trabalho aos meus familiares, pela compreensão de minha ausência devido às pesquisas, pela solidariedade nos momentos de
dificuldade e pela alegria nos momentos de sucesso.
AGRADECIMENTOS






Agradeço a Deus que me deu força para lutar pelos meus sonhos sem desistir diante das dificuldades.


Agradeço ao meu esposo pelacumplicidade em todos os momentos.


Agradeço a minha orientadora Vanessa Cristina Rescia pela paciência, competência e orientação.


Agradeço aos meus amigos, por seu apoio incondicional em todos os momentos, e durante todos os meus anos de estudo.


E a todos os professores envolvidos, pela competência e disponibilidade demonstradas.


Muito obrigada a todos!“A beleza e a vitalidade.
São presentes da natureza
Para aqueles que vivem
Segundo suas leis.”


(Leonardo da Vinci)
RESUMOEsse trabalho abordou, por meio de pesquisa bibliográfica, a complexa temática “automedicação”, com o objetivo de buscar na literatura pertinente esclarecimentos acerca da prevenção contra tais atitudes de pessoas desavisadas e profissionais incautos. Pessoas desavisadas porque não foram informadas dos riscos de se automedicarem, e profissionais incautos por atitudes irresponsáveis como sugerirmedicação sem recomendação médica a pacientes que estão sofrendo de algum mal estar. A conclusão foi a de que as pessoas que muitas vezes recorrem à automedicação devem ser conscientizadas desse erro por profissionais farmacêuticos e leis mais rígidas referente ao controle de medicamentos.


Palavra Chave: Automedicação. Prevenção e controle. Uso Racional de Medicamentos.ABSTRACT


This work approaches through literature, the complex topic of "self medication" with the goal of seeking clarifications on relevant literature on the prevention of such attitudes of people unaware and unsuspecting professionals. Unsuspecting people because they were not informed of the risks of self-medicating, and professional attitudes of unwary irresponsible tosuggest medication without medical advice to patients who are suffering from some malaise. The conclusion was that people often resort to self-medication should be made aware of this error by pharmacists and stricter laws relating to drug control.


Key words: Self-medication, Prevention and control. Rational Drug Use.



SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO ..8
2 AUTOMEDICAÇÃO 11
3 MOTIVOS QUE LEVAM ÀAUTOMEDICAÇÃO 14
3.1 A PROPAGANDA AOS CONSUMIDORES – MÍDIA 14
3.2 MEDICAMENTOS COM VENDA LIVRE 15
3.3 O INCENTIVO DAS PROPAGANDAS 16
4 AS ESTRATÉGIAS PROMOCIONAIS E SEU POSSÍVEL CONTROLE 17
5 O PAPEL DO FARMACÊUTICO 18
6 A POLÊMICA 20
6.1 A AUTOMEDICAÇÃO RESPONSÁVEL 20
6.2 A AUTOMEDICAÇÃO ABUSIVA 20
7 CONCLUSÃO 22
REFERÊNCIAS 23

1 INTRODUÇÃO





Aqui, neste trabalho...
tracking img