Automatismo de um gdg

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2471 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
AUTOMATISMO DO GDG DA SERRA DE SÃO DOMINGOS




Objetivo


Mostrar o resultado obtido com o projeto de automatismo do GDG da Serra São Domingos com relação à operação e manutenção.



Introdução


A falta de energia no alto da Serra de São Domingos causa um grande impacto negativo para a população poços-caldense, pois é neste local que se concentram as principais antenasrepetidoras de importantes setores de comunicação da cidade, como: emissoras de rádio e televisão, empresas de telefonia fixa e móvel, empresas de comunicação via internet, repetidoras de empresas como FURNAS, CEMIG, DMAE e o próprio DMED.


Em 1999 o DMED, implantou e operacionalizou um Grupo Diesel Gerador (GDG) com potência nominal de 223 KVA no Alto da Serra de São Domingos. O GDGtem como objetivo suprir o fornecimento de energia elétrica quando da falta da energia convencional da rede elétrica. Um dos fatores importantes que pesaram a favor da instalação do GDG é que o ramal que atende o Alto da Serra São Domingos, ramal 33009 atualmente alimentado pelo circuito 02 da SE Osório, possui locais de difícil acesso e, em alguns casos, a normalização da rede de distribuição podedemorar várias horas devido a esta dificuldade.

Em fevereiro de 2010 houve a queima da USCA (Unidade de Supervisão de Corrente Alternada) original do painel, devido a fortes descargas atmosféricas. Durante os levantamentos de orçamentos para reparo ou aquisição de um novo equipamento, foi concluído que não era viável o reparo, pois já era um equipamento obsoleto no mercado, fora de linha, e ocusto do reparo seria superior ao da compra de uma nova USCA.

Através de estudos técnicos para a aquisição de um novo equipamento, verificamos que havia no mercado modelos que possuíam meios de comunicação remota (porta serial e protocolo de comunicação) e que futuramente estes recursos poderiam ser utilizados para implantarmos o automatismo do GDG da Serra São Domingos.Através do setor de suprimentos, foi adquirido a USCA SMART GEN 2, de fabricação da empresa Atos, pertencente ao grupo Schneider. A aquisição foi baseada em uma Especificação Técnica elaborada pela gerencia de distribuição.



I. Projeto e implantação do Automatismo do GDG Serra São Domingos

Para a implantação do automatismo do GDG da Serra São Domingos, a Gerência de Distribuição, atravésda supervisão de sistemas, elaborou uma especificação técnica (ET), norteando os objetivos a serem alcançados com o referido projeto. Estas orientações foram elaboradas de acordo com as necessidades do sistema de supervisão e controle Action View existente no COSD (Centro de Operação de Sistema e Distribuição, localizado na SE Interligação), de forma a reduzir ao máximo os custos envolvidos com aimplantação do projeto.


A empresa vencedora da licitação, Vector Automação (Itajubá – MG), apresentou um projeto de comunicação via rádio, com frequência livre.


Conforme a ET, a empresa terceirizada ficou responsável em fazer a instalação e a configuração da nova USCA, as modificações das licenças de uso do programa supervisório Action View (acrescentado o protocolo ModBus) ea implantação do link de comunicação entre o GDG na Serra São Domingos e o COSD.


O DMED ficou responsável em criar as telas de operação e os pontos de comunicação do sistema supervisório Action View, serviço executado pelo setor de automação da gerência de laboratório.



II. Operação do GDG Serra São Domingos

Segue abaixo as instruções referentes à operação do automatismoimplantado no GDG da Serra São Domingos.


O GDG opera em dois modos: Automático e Manual.




IV.1.Modo Automático






Tecla “AUTOMÁTICO”




Quando pressionada a tecla acima na USCA Smart Gen2, coloca-se o GDG em modo automático, executando todas as funções de automatismo descritas abaixo:

Ao se ativar o modo de operação automática, o módulo irá priorizar a...
tracking img