Autodepuração das aguas

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PARÁ.









SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PARÁ








DISCENTES: DEIDIANE RODRIGUES BALHEIRO

IVONE ROCHA
LEANDRO DOS PASSOS
PATRICIA SOUSA
WLADSON FRANÇA COUTO



RISCOS AMBIENTAIS NOSECOSSISTEMAS DE MANGUEZAIS


DOCENTE: WALBER ABREU









ABAETETUBA-2012
Tema: Ecossistemas de manguezais

Sub-tema: Os riscos Ambientais em Ecossistemas de manguezais.

Problema: Quais os riscos Ambientais mais comuns nos ecossistemas de manguezais?

As alterações ambientais que resultam da ação humana em nível local ou regional podem ser maximalizados ou minimizados porimpactos
Causados por mudanças globais, o que torna difícil identificar os principais agentes de um dado impacto e temos como resultados impactos causados em âmbito regional que tem magnitude bem diferente daqueles provocados por mudanças globais. A grande problemática vem mostrando que as áreas de manguezal vêm sofrendo alterações significativas ao longo da costa brasileira, sobretudo em razão deações humanas diretas e ilegais, como o desmatamento e a conversão da área para outros usos, como o desenvolvimento urbano.

Objetivo Geral:
Através de um zoneamento geoambiental que tem como objetivo o uso do espaço segundo as suas características bióticas e abióticas que é de fundamental importância uma analise permanente da situação das áreas de mangue não como um mecanismo para coibir suaconversão em outros usos, mas objetivando - as como indicadores de eventuais alterações ambientais inclusive mudanças climáticas globais. Que Para haver um zoneamento territorial racional e viável, é imprescindível o conhecimento aprofundado do local selecionado. Aliado a isso deve se considerar o fato de que a sociedade atual está exigindo progressivamente uma melhoria na qualidade de vida, o que estarintimamente relacionada à qualidade do meio em que vive. Identificar e analisar informações relevantes sobre impactos relativos ao estado do meio ambiente, gerados pela ocupação desordenada nas áreas de manguezal.

Objetivos Específicos:
• Realização de mapas temáticos enfocando os aspectos Geológico-geomorfológicos e Hidrográficos.

• Definição e análise dos impactos ambientais originadospela expansão urbana na faixa costeira dos manguezais.
• Características geoambientais da região.
• Elaboração do Zoneamento Ambiental.
• Proposição de ações para o planejamento e gestão.
Os riscos estão relacionados com a utilização e a ocupação desordenada dos sistemas ambientais que dão suporte à evolução morfo estrutural da zona costeira, à sustentações socioeconômicas e culturais dascomunidades tradicionais e à conservação da biodiversidade. Os que irão ser destacados neste artigo foram relacionados com a utilização do ecossistema manguezal (implantação de fazendas de camarão e a expansão das cidades e o turismo industrial) e a especulação imobiliária e a grilagem de terra em dunas e falésias.
Os impactos ambientais, através de intervenções que não levaram em conta ainterdependência existente entre os processos morfogenéticos, os ecossistemas costeiros e os povos do mar, acumularam-se em cada uma das unidades ambientais do litoral. Alteraram a quantidade e a qualidade da água nos estuários, dunas e falésias, interferiram na diversidade biológica dos manguezais e da mata ciliar reduzindo o habitat de numerosas espécies e diminuiu de forma contínua a disponibilidadede sedimentos ao longo da linha de praia. Vincularam-se com o deslocamento e migração das comunidades tradicionais, deterioração da qualidade de vida e da segurança alimentar. A especulação imobiliária e a indústria do camarão consomem vorazmente a paisagem, em detrimento da preservação e conservação dos sistemas que estruturam a base das reações geoambientais, eco dinâmicas e de subsistência...
tracking img