Aulas praticas de farmacognosia

Páginas: 2 (318 palavras) Publicado: 9 de novembro de 2012
INTRODUÇÃO:

No reino vegetal, os glicosídeos cardioativos são restritos às Angiospermas, indicando que existem algumas características especiais no metabolismo esteroidal de plantas com flores.A distribuição desses compostos é restrita e esporádica, isto é, ocorrem em algumas dezenas de gêneros, distribuídos desigualmente em uma dezena de famílias. A maioria dos gêneros concentram-se nasfamílias Scrophulariaceae (Digitalis), Askepiadaceae (Ascleapias), Apocynaceae (Acokanthera, Adeniun, Apocynum, Nerium,Strophanthus, Thevetia), Liliaceae( Asphodelaceae) Urginia e Canvallaria),Ranunculacae ( Helleborus e Adonis) e ainda Brassicaceae, Fabaceae, Moraceae e Tiliaceae ( Hegnauer, 1970).

Todos os órgãos dessas plantas podem conter heterosídeos cardioativos sendo que, salvo rarasexceções, as porcentagens são inferiores a 1%. Essas substancias podem, excepcionalmente, ser encontradas no reino animal, como em algumas espécies de anfíbios (Bufos spp.) ( Sebben et al., 1993) elepidóptereos, geralmente, atuando como venenos ou toxinas que servem como proteção contra predadores.

Neste aula estudamos a planta NERIUM OLEANDER, que é uma droga Micro a Mesofanerófito (arbusto oupequena/média árvore com uma altura máxima entre os 6 e os 12 m) originária da região Mediterrânica (Norte da África, do Leste do Mediterrâneo e do Sul da Ásia) é muito comum em Portugal e no Brasil,quer espontânea quer cultivada. Tipicamente de habitat Ripícola, pouco exigente, que pode ser conduzida como arbusto ou como árvore.
Regra geral em Portugal conhecemos o loendro como um arbusto grande(3 a 5 m de altura) de flores róseas, brancas ou vermelhas.



Frequentemente plantada como ornamental, prefere solos rochosos com textura desagregada, em pleno sol ou meia-sombra. Resistente àpoluição urbana. Outro aspecto a ter em atenção é a sua elevada toxicidade (por ingestão). Sem rodeios, toda a planta é tóxica, tendo como princípios activos a oleandrina e a neriantina, substâncias...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Aula pratica farmacognosia
  • FARMACOGNOSIA RELATÓRIO FINAL DAS AULAS PRÁTICAS
  • aula de farmacognosia
  • aula 2 FARMACOGNOSIA II 20130821105027
  • aula pratica
  • aula pratíca
  • Aula Prática
  • Aula pratica

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!