Aula3

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 64 (15962 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
CAPÍTULO XI
POVO E RAÇA
Há verdades de tal modo disseminadas por toda parte que chegam a
escapar, por isso mesmo, à vista ou, pelo menos, ao conhecimento da maioria do
povo. Este passa freqüentemente como cego diante destas verdades à vista de
todo, mundo e mostra a máxima surpresa, quando, se repente, alguém descobre o
que todos, portanto deveriam saber. Os ovos de Colombo andam espalhadospor
centenas de milhares; os Colombos, porém, são realmente mais difíceis de
encontrar.
E assim os homens erram pelo Jardim da Natureza, convencidos de quase
tudo conhecer e saber, e, no entanto, com raras exceções, deixam de enxergar um
dos princípios básicos de maior importância na sua organização a saber: o
isolamento de todos os seres vivos desta terra dentro das suas espécies.
Já aobservação mais superficial nos mostra, como lei mais ou menos
implacável e fundamental, presidindo a todas as inúmeras manifestações
expressivas da vontade de viver na Natureza, o processo em si mesmo limitado,
pelo qual esta se continua e se multiplica. Cada animal só se associa a um
companheiro da mesma espécie. O abelheiro cai com o abelheiro, o tentilhão com o
tentilhão, a cegonha com acegonha, o rato campestre com o rato campestre, o rato
caseiro com o rato caseiro, o lobo com a loba etc.
Só circunstâncias extraordinárias conseguem alterar essa ordem, entre as
quais figura, em primeiro lugar a coerção exercida por prisão do animal ou qualquer
outra impossibilidade de união dentro da mesma espécie. Ai, porém, a Natureza
começa a defender-se por todos os meios, e seu protestomais evidente consiste, ou
em privar futuramente os bastardos da capacidade de procriação ou em limitar a
fecundidade dos descendentes futuros. Na maior parte dos casos, ela priva-os da
faculdade de resistência contra moléstias ou ataques hostis. Isso é um fenômeno
perfeitamente natural: todo cruzamento entre dois seres de situação um pouco
desigual na escala biológica dá, como produto, umintermediário entre os dois
269pontos ocupados pelos pais. Significa isto que o filho chegará provavelmente a uma
situação mais alta do que a de um de seus pais, o inferior, mas não atingirá
entretanto à altura do superior em raça. Mais tarde será, por conseguinte, derrotado
na luta com os superiores. Semelhante união está porém em franco desacordo com
a vontade da Natureza, que, de um modogera], visa o aperfeiçoamento da vida na
procriação. Essa hipótese não se apoia na ligação de elementos superiores com
inferiores mas na vitória incondicional dos primeiros. O papel do mais forte é
dominar. Não se deve misturar com o mais fraco, sacrificando assim a grandeza
própria. Somente um débil de nascença poderá ver nisso uma crueldade, o que se
explica pela sua compleição fraca elimitada. Certo é que, se tal lei não
prevalecesse, seria escusado cogitar de todo e qualquer aperfeiçoamento no
desenvolvimento dos seres vivos em gera.
Esse instinto que vigora em toda a Natureza, essa tendência à purificação
racial, tem por conseqüência não só levantar uma barreira poderosa entre cada raça
e o mundo exterior, como também uniformizar as disposições naturais. A raposa é
sempreraposa, o ganso, ganso, o tigre, tigre etc. A diferença só poderá residir na
medida variável de força, robustez, agilidade, resistência etc., verificada em cada um
individualmente. Nunca se achará, porém, uma raposa manifestando a um ganso
sentimentos humanitários da mesma maneira que não há um gato com inclinação
favorável a um rato.
Eis porque a luta recíproca surge aqui, motivada, menos porantipatia íntima,
por exemplo, do que por impulsos de fome e amor. Em ambos os casos, a Natureza
é espectadora, plácida, e satisfeita. A luta pelo pão quotidiano deixa sucumbir tudo
que é fraco, doente e menos resoluto, enquanto a luta do macho pela fêmea só ao
mais sadio confere o direito ou pelo menos a possibilidade de procriar. Sempre,
porém, aparece a luta como um meio de estimular a...
tracking img