Aula parasitologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1275 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
•08/02/2013

Parasitologia Veterinária

Relações entre seres vivos
Relações simbióticas “Vivendo juntos” Simbiose - do Grego: sim -“com“ e biose - “vivendo”
Relação em que organismos vivem em associação, com benefício mútuo.  “Dois organismos vivendo em associação próxima, geralmente um deles vivendo dentro ou sobre o corpo do outro, são simbióticos, em contraste com os organismos de vidalivre”.

Conceitos sobre interações entre seres vivos, parasitismo e relação parasita-hospedeiro
Marina Alves Pereira

Interações de simbiontes
Comensalismo - “Comendo na mesma mesa”.
 Uma espécie (comensal) se beneficia nutricionalmente, enquanto a outra não sofre qualquer alteração (benefício

Interações de simbiontes
Mutualismo - associação permanente mutuamente benéfica e dedependência estrita. Geralmente representa uma relação obrigatória.

unidirecional). Ex. rêmoras x tubarão

Tartarugas e peixes limpadores – peixes se alimentam de ectoparasitas, tecidos mortos presentes na tartaruga e provêm uma limpeza

Bactérias fabricam uma enzima que os bois não possuem para digerir os alimentos ricos em celulose que ingerem.

•1

•08/02/2013

Interações de simbiontesParasitismo - uma espécie se beneficia da relação enquanto a outra sofre danos.
Parasita - Organismo que, com a finalidade de alimentar-se,
reproduzir-se ou completar o seu ciclo vital, se beneficia de um outro organismo, animal ou vegetal, de modo permanente ou temporário, produzindo efeitos deletérios nesse hospedeiro.  Parasitose - condição na qual o parasita é patogênico e causa danos aohospedeiro  Parasitíase – condição na qual o parasita é potencialmente patogênico, mas não causa danos aparentes ao hospedeiro (estado de portador).

Relações simbióticas - “Vivendo juntos”
Um membro se beneficia da relação. O outro… …não é afetado – Comensalismo …também se beneficia – Mutualismo …sofre dano – Parasitismo

Conceitos epidemiológicos
Agente infeccioso - Parasito capaz deproduzir infecção Suscetível - Hospedeiro passível de sofrer a infecção. Doença - qualquer manifestação clínica ou estado mórbido resultante de alterações reguladores da homeostasia orgânica. dos mecanismos

Conceitos epidemiológicos
 Fonte de infecção (FI) : Organismo vertebrado onde o agente pode sobreviver e

multiplicar-se, tendo acesso ao meio exterior. Modalidades de fontes de infecção:doentes,
portadores, reservatórios  Porta de entrada (PE) : Via pela qual o parasita penetra no novo hospedeiro (pele, mucosas, via oral, trato gênito-urinário).  Via de eliminação (VE): É o meio ou veículo pelo qual o parasita é eliminado da fonte de infecção (secreções, excreções, sangue, exsudatos/descargas purulentas, descamações epiteliais, leite, placenta).  Via de transmissão (VT) : É omeio ou veículo pelo qual o parasita alcança o novo hospedeiro (água, ar, poeiras, solo, fômites, alimentos, hospedeiros intermediários, vetores).  Suscetível (S): Hospedeiro passível de sofrer a infestação (ou infecção).

•2

•08/02/2013

Classificação dos parasitos
Segundo o local do parasitismo
 Endoparasitas - permanecem no interior 

Classificação dos parasitos
Ectoparasitas -permanecem na superfície corpórea do Ex.: hospedeiro, na pele, pêlos e cavidades naturais. piolhos, pulgas, carrapatos

Quanto ao requerimento de uma vida parasitária
 Obrigatórios – parasitos cujo ciclo de vida sempre requer um hospedeiro a ser

do organismo hospedeiro. Ex.: helmintos (vermes)

espoliado. Ex.: helmintos, pulgas, carrapatos.

Ácaro – Sarcoptes scabiei

Toxocara canisIntestino delgado de cão

Haematobia irritans em bovino

Classificação dos parasitos
Quanto ao requerimento de uma vida parasitária

Classificação dos parasitos
Quanto ao requerimento de uma vida parasitária

 

Acidental – organismo que pode ser tornar um parasita (não de um em hospedeiro habitual)

Facultativos



parasitas

que

podem

alternar ciclos de vida livre e...
tracking img