Augusto comte

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 21 (5127 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Nasceu em Montpellier, França, em 19 de janeiro de 1798,filho de um fiscal de impostos Suas relações com a família foram sempre cheia de conflitos e contem elementos explicativos e até mesmo de certas orientações dadas ‘as suas obras,sobretudo nos seus últimos anos.Comte sempre acusava seus familiares de avareza, culpando-os por sua precária situação econômica.O pai e a irmã , de saúde muitofrágil, exigiam de Comte, atenção especial.A mãe, por sua vez, se apegou a ele e cada vez mais exigia sua atenção “da mesma maneira que um mendigo implora um pedaço de pão “como dizia ela em suas cartas ao filho já adulto.Esses laços familiares tão complexos deixaram marcas profundas na vida de Comte.
Com a idade de dezesseis anos, Comte ingressou na Escola Politécnica de Paris, aqual o influenciou na orientação posterior de seu pensamento Achava que essa escola ,fundada em 1794, resultado da Revolução Industrial,era a primeira comunidade verdadeiramente cientifica, e que deveria servir de modelo a todas as outras.Comte ali recebeu influencia do trabalho intelectual de cientistas como o físico Sadi Carnot (1796-1832),o matemático Lasgrange (1736-1813 ) e o astrônomo PierreSimon de Laplace (1749-1827
Principais obras:
Curso da Filosofia Positiva, editado em 1830
Discurso sobre o Espírito Positivo
Política Positiva ou Tratado de Sociologia Instituindo a Religião da Humanidade,publicado entre 1851 e 1854;Catecismo positivista, 1852.
Comte acreditava que, como o maior desenvolvimento da ciência, se chegaria a uma sociedade humanaperfeita .E verdade que essa ciência no inicio, foi tratada como conhecimento das ciências naturais- física,química , biologia .Passa a tratar o objeto de estudo da nova ciência , que ele chama de física sócia, como fenômenos invariáveis.Para Comte, a sociedade foi concebida como um organismo vivo, constituído de partes integradas e coesas que funcionam harmoniosamente. Como imperava a desordem nasociedade, segundo sua avaliação, acreditava que seria imprescindível estabelecer a coesão e o equilíbrio na socie3dade3 e restabelecer a ordem das idéias.O seu estudo não se limitaria apenas à analise da sociedade, mas se obrigaria a propor normas de comportamento,tendo como preocupação , “saber para prever, a fim de prover” ,ou seja , através da ordem, as sociedades chegariam ao progresso.O seupela “ordem” e “progresso “ estava vinculado aos princípios de hierarquia, como elemento propulsor da ordem e conseqüência , do progresso.
Dos estudos de A Comte, podemos apresentar , três princípios básicos :
● Prioridade do todo sobre as partes significa que para conhecer e explicar um fenômeno social particular, deve-se analisá-lo no contexto global a que pertence.
● O progresso dosconhecimentos é característico da sociedade humana ; a sucessão das gerações permitira, um acumulo de conhecimentos e experiências eque ligara as gerações entre si; existe uma coerência entre o estagio dos conhecimentos e a organização social.
● O homem é o mesmo por toda a parte e em todos os tempos, pois possui idêntica formação biológica e sistema cerebral.
Para Comte, a humanidade evoluiude um estagio teológico, para o metafísico e o cientifico.De seus estudos , surgiu o que ele chamou de a Lei dos Três Estados :
● Estado Teológico ou fictício – onde os fatos ou fenômenos são explicados, através da presença de deuses
As explicações para os fatos vem do sobrenatural.
A cultura do Egito, que adoravam os reis como deuses.A própria Grécia Antiga,onde o poder dos deuses e damitologia predominava.
a) fetichismo, em que o homem confere vida, ação e poder sobrenatural a seres inanimados e a animais;
b) politeísmo , quando o home atribui a diversas potencias sobrenaturais ou deuse3s certos traços da natureza humana ( motivações ,vícios e virtudes etc. ) ;
c) monoteísmo , quando se desenvolve a crença num deus único.
● Estado metafísico ou abstrato . As...
tracking img